SELO: Sobre o acordo entre o Governo de Moçambique e os detentores do Título EMATUM - Por Roberto Tibana PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Vozes - @Hora da Verdade
Escrito por Redação   
Quinta, 08 Novembro 2018 07:54

Em suma, é difícil perceber o que o governo pretende com este acordo. Falta uma estratégia global a solução do problema da dívida moçambicana. Estamos ainda no “daqui não saio, daqui ninguém me tira”, e de vez em quando a “fazer de conta”. Não há coragem para “agarrar a besta pelos chifres.”

Continuar...
 
SELO: Carta aberta ao comandante provincial da Polícia da República de Moçambique em Nampula - Por Raúl Barata PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Vozes - @Hora da Verdade
Escrito por Redação   
Terça, 06 Novembro 2018 08:28

Senhor comandante, não irei saúda-lo, elevá-lo ou bajulá-lo pela maneira como está a dirigir as forças de protecção e segurança públicas ao nível da província de Nampula. Muito pelo contrário, escrevo esta carta com o simples intuito de exprimir, com desgosto, os meus sentimentos pela forma pouco eficiente e pouco sábia de dirigir a corporação que lidera. Aliás, senhor comandante, geralmente, a carta aberta é um veículo de comunicação nu e cru que serve para expor as mais verdades podres e humilhações. Por isso, não espere que venha apreciá-lo neste punhado de frases.

Continuar...
 
SELO: Associações de camponeses do corredor da Beira - O caso de Búzi, Nhamatanda, Vanduzi e Sussundenga PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Vozes - @Hora da Verdade
Escrito por Observatório do Meio Rural   
Quinta, 01 Novembro 2018 07:44

O presente Destaque Rural tem por objectivo analisar o contributo das associações para a produção e produtividade de pequenos produtores, com enfoque nos seguintes aspectos: (1) factores que mais influenciam o desempenho das associações; (2) nos resultados a nível da produtividade, dos rendimentos e das tecnologias adoptadas nas associações e iguais variáveis verificadas nas explorações familiares; (3) Avaliar a existência de uma transferência do conhecimento adquirido e de insumos para as machambas familiares, caso as associações adoptem tecnologias mais intensivas em capital e; (4) nos apoios do Estado às associações a sua continuidade no tempo e qual o seu impacto.

Continuar...
 
SELO: Agro-negócio, sim! E os 4 milhões de famílias camponesas? PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Vozes - @Hora da Verdade
Escrito por Redação   
Terça, 30 Outubro 2018 22:48

Os documentos e discursos oficiais sobre as estratégias da agricultura têm dado grande ênfase ao agro-negócio. Existem muitos estudos que revelam, com evidências, aspectos críticos às formas de actuação do agro-negócio em Moçambique e que correspondem aos aspectos negativos acima mencionados. Entretanto, o ritmo de crescimento do agro-negócio é baixo, concentrado em produtos de exportação, abrange uma percentagem reduzida de produtores e é espacialmente localizado.

Continuar...
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Pág. 1 de 110
  • CIDADÃO REPORTA:
    No distrito de Meconta-provincia de Nampula em Mocambique, na xcola secundaria de Namialo, os professores, nao recebem suas horas extras ha 1 ano e um mes e saindo algum colectivo da xcola a direcao provincial das financas, dizem terem pago os ordenados e por sua vez o director distrital dizia que nao houve nenhum despacho e neste momento estao paralizadas as aulas!
  • CIDADÃO REPORTA:
    estou num fematro que sai da baixa para Albazine, o motorista acelera demais toda gente que se encontra aqui esta reclamando (escesso de velocidade) em Maputo.
  • CIDADÃO Pedro B. Langa REPORTA:
    Pedro B. Langa, Maputo. Enquato nao tivermos a coragem de ariscar em eleger o outro partido para governar o pais, vamos continuar a sofrer humilhacoes da Frelimo onde um tem 5 4x4 e o pobre nao sabe o que vai comer durante o dia. Nhancale o verdadeiro xiconhoca
  • CIDADÃO Leo REPORTA:
    está um corpo de uma mulher sem vida atrás do prédio onde vivo, vi o corpo por volta das 8 horas e até agora não vieram remover o corpo, a vizinhança já sabe disso comunicaram a policia e simplesmente vieram tapar o corpo com uma capulana e foram embora. O corpo,está na parte de trás de um prédio no bairro do Jardim, em Maputo, rua do jardim próximo a ponte da av. de Moçambique defronte a av. Joaquim Chissano.
Quer receber a nossa Newsletter diária com artigos escolhidos pelo editor no seu INBOX?
@Verdade
 

@Verdade Newsletter

Quer receber diariamente no seu email a nossa edição em formato PDF? Preencha o seguinte formulário:
Irá receber um email com uma ligação para confirmar a sua subscrição. Caso não visualize o email no seu inbox confira na caixa spam.