Faixa publicitária
SELO: Por causa de dívidas, EDM corta energia elétrica na Reitoria da UEM - Por Membros da Comunidade da Universitária-UEM
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Vozes - @Hora da Verdade
Escrito por Redação  em 14 Setembro 2017
Share/Save/Bookmark

Socorro, Senhor Presidente II

A UEM precisa de uma Paracetamol urgente (novo dirigente sério) para sair da actual dor de cabeça

Digníssimo, Depois de várias reuniões realizadas pelo intocável e dono da instituição, o Magnífico Reitor Professor Doutor Orlando Quilambo, com a finalidade de injuriar e humilhar os seus colegas, para depois, em suma, dizer que não mais daria o bónus que originou a greve dos dias 12 e 13 de Julho último, como fora citado na primeira carta dirigida ao Alto Magistrado da Nação moçambicana, digníssimo Senhor Presidente da República, Filipe Nyusi, Quilambo convocou uma reunião de carácter urgentíssimo no dia 06 de Setembro, de novo com os seus directores, administradores, representantes do CTA a nível da cidade de Maputo, sem nada de especial para dizer para além de reiterar que não mais daria o bónus (conforme se pode escutar nos áudios que circulam nas redes sociais gravados na reunião), depois de ter alegado que as ordens de não poder dar o mesmo bónus, vinham do ministro das Finanças e Ministro da Ciências Tecnologias e Ensino Superior, desta vez, veio mentir em nome da ministra da Administração Estatal.

Se ele se diz ser órgão por si mesmo e a UEM sendo uma Instituição autónoma, “bem sabemos que a UEM produz muito mas muito dinheiro”, como é que ele precisa se esconder atrás de muitas figuras do Estado para roubar aos seus colaboradores? Não terá perdido capacidade de dirigir uma instituição como a UEM? Fica a pergunta no ar para quem ainda lhe confia como dirigente porque para a maioria da comunidade universitária, ele esta a precisar de um repouso e fazer o que melhor sabe fazer, talvez dar aulas.

Uma Grandiosíssima pergunta, ficou entre muita gente no dia 06 de Setembro: “afinal Quilambo quando Injuriou seus colegas lhes chamando de Doutorzinhos que se achavam ter estudado o suficiente para lhe enfrentarem e que já sabiam agitar o CTA para fazer greve, havia se esquecido que um dia precisaria dos mesmos?” Porquê esta pergunta? É que na actual Reunião do dia 06 de Setembro, o magnifico Quilambo, precisou sentar junto à mesa com certos directores que por ele mesmo, foram injuriados na reunião do dia 31 de Julho. Papá Quilambo, passe a ter cuidado quando fala ok… se calhar no dia 06 de Setembro, falou academicamente suave porque estava a sua Primeira-dama a Sra. Aidate Mussagy, editora chefe da Revista Científica, que por ele mesmo Quilambo foi Nomeada num Processo sem Explicação depois de ter sido reprovada como Professora Associada.

Não nos interessava muito voltarmos a Escrever mas, a coisa mais triste e Vergonhosa que nos nossos tais e tais anos de Serviço que grande parte de nós, temos a Colaboramos para o Crescimento desta que é a maior Instituição do Ensino Superior do Pais, é que nunca tínhamos vivido a vergonha que se viveu hoje nesta Casa Magna de se Proceder o Corte de Energia a Nível de Toda a Reitoria incluindo Direção Pedagógica, Direção de Recursos Humanos e Registo Académico Central por Dívidas. Que Vergonha……

Num dos encontros havidos durante as negociações de pagamento de Bónus de Efectividade, Quilambo abordara o factor da dificuldade de pagamento do mesmo estar ligado ao pagamento das Dividas de Energia a EDM e Água as Águas da Região Sul mas hoje dia 13 de Setembro, a Reitoria ficou sem Energia e não se sabe até quando será restabelecida.

Afinal papá Quilambo, onde é foram os milhões de Meticais do CTA? Onde é que foi o Dinheiro das Inscrições dos cerca de trinta e tal mil candidatos aos Exames de Admissão? Onde é que foram os milhares de meticais colectados nas Matrículas e nas Inscrições pelas disciplinas dos estudantes admitidos em 2017 e dos antigos? Onde é que foram os milhares de meticais colectados na graduação de Maio? Onde é que foram os milhares colectados nos Espetáculos de luxo e eventos realizados até agora no Campus da UEM, com destaque à Festival ASGO, espectáculo de Leonel Richie, espectáculo da Paula Fernandes? Onde é que foram os milhares de meticais colectados em muitos outros eventos realizado na UEM só até Agosto? Com que valor pagaram a FIR e no seu gás lacrimogénio espalhado no dia 13 de Julho?

Nuns encontros privados tidos com directores de faculdades e seus chefes de departamentos, Quilambo ordenou que cada departamento, N.B, não cada faculdade, (imagine faculdades que tem mais de 5 departamentos) devia apoiar o Governo da Frelimo em cerca de sessenta mil meticais (6000.00mt), (se calhar vai para o tal XI Congresso) será que não pensou na eletricidade?

Meus senhores, há problemas gravíssimos na UEM. Por favor, Salvem esta emblemática casa de formação e Investigação científica por sinal a maior do país senão…

Há descontentamento Sério neste Império desde os grandes directores, docentes, Estudantes por vários motivos e CTA’s devido à suas Perseguições para Expulsão por terem aderido à greve, esquecendo-se que há carta bem Escrita pelo próprio Reitor no dia 15 de Julho a dizer que ninguém seria perseguido ou expulso, e perdeu-se por completo o orgulho que tinham por Orlando Quilambo, o homem visto actualmente como homem de incoerência em todos os seus discursos nos encontros com os seus colaboradores pós, nunca disse a mesma coisa, isto é, sempre contradiz-se. Que pena…

Digníssimo Senhor Presidente da República, tomara que esta carta, também chegue as suas mãos em perfeitas condições e ajude seus pobres patrões.

Por Membros da Comunidade da Universitária-UEM

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 4
FracoBom