SELO: Ainda mais uma vez sobre educação ambiental vs responsabilidade social - Por Basílio Macaringue PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Vozes - @Hora da Verdade
Escrito por Redação   
Segunda, 13 Agosto 2018 22:54

Actualmente existe uma gama de factores provocando mudanças nas condições ambientais e de relações entre as espécies, introduzida pela acção humana na natureza. De modo geral, os seres vivos apresentam um processo desde seu nascimento, desenvolvimento, reprodução, até a morte. Durante esse percurso, diversos factores influenciam e moldam os elementos biológicos de cada espécie ao longo do seu ciclo de vida. Daí que as interacções bióticas e abióticas das espécies com o meio ambiente em que vivem são forças que actuam no critério de sua selecção. Tais critérios, por sua vez, actuam directamente na transformação de elementos biológicos de cada espécie, definindo, por isso, as condições peculiares da sua sobrevivência no planeta. Trata-se de um problema que pouco reflectimos a respeito.

Continuar...
 
SELO: Taxas de Terras PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Vozes - @Hora da Verdade
Escrito por Observatório do Meio Rural   
Quarta, 08 Agosto 2018 18:42

As taxas de autorização provisória e de autorização definitiva são taxas, propriamente: implicam uma contrapartida de actividade do Estado. As taxas de terras são também estabelecidas para servir de incentivo a uma política (isenções e coeficientes diferentes consoante sectores sociais e finalidades, nacionalidade dos titulares e outros).

Continuar...
 
SELO: Entre o Discurso e a Prática: Mitos e Realidades Sobre o Acesso à Terra em Moçambique PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Vozes - @Hora da Verdade
Escrito por Observatório do Meio Rural   
Quarta, 08 Agosto 2018 00:11

O presente Destaque Rural tem como objectivo apresentar e reflectir sobre alguns mitos, realidades e ideias preconcebidas à volta da questão da terra em Moçambique. O postulado que a terra é do Estado, definido pela Constituição da República de Moçambique, contrasta com a existência de um dinâmico e intenso mercado de terras. A terra está entre os bens mais comercializáveis, através da compra e venda no mercado, arrendamento, empréstimo ou outro tipo de transacção, mas convive-se com esta realidade como se não existisse, fazendo dela um tabu.

Continuar...
 
SELO: Um olhar atento à educação (in)formal nos dias actuais - Por Basílio Macaringue PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Vozes - @Hora da Verdade
Escrito por Redação   
Segunda, 06 Agosto 2018 22:26

A escola prepara as crianças para o mundo real? Essa é na verdade uma pergunta parcialmente retórica. Tem sido muito comum entre nos, como pais e encarregados de educação, o uso da frase "estuda com afinco, tire boas notas e você encontrará bom emprego com um salário alto". Sem querer dar muitas voltas, a frase em si revela que o objectivo dessa orientação é oferecer instrução de modo que no futuro tenha oportunidades de sucesso.

Actualizado em Segunda, 06 Agosto 2018 23:20
Continuar...
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Pág. 1 de 104
  • CIDADÃO REPORTA:
    No distrito de Meconta-provincia de Nampula em Mocambique, na xcola secundaria de Namialo, os professores, nao recebem suas horas extras ha 1 ano e um mes e saindo algum colectivo da xcola a direcao provincial das financas, dizem terem pago os ordenados e por sua vez o director distrital dizia que nao houve nenhum despacho e neste momento estao paralizadas as aulas!
  • CIDADÃO REPORTA:
    estou num fematro que sai da baixa para Albazine, o motorista acelera demais toda gente que se encontra aqui esta reclamando (escesso de velocidade) em Maputo.
  • CIDADÃO Pedro B. Langa REPORTA:
    Pedro B. Langa, Maputo. Enquato nao tivermos a coragem de ariscar em eleger o outro partido para governar o pais, vamos continuar a sofrer humilhacoes da Frelimo onde um tem 5 4x4 e o pobre nao sabe o que vai comer durante o dia. Nhancale o verdadeiro xiconhoca
  • CIDADÃO Leo REPORTA:
    está um corpo de uma mulher sem vida atrás do prédio onde vivo, vi o corpo por volta das 8 horas e até agora não vieram remover o corpo, a vizinhança já sabe disso comunicaram a policia e simplesmente vieram tapar o corpo com uma capulana e foram embora. O corpo,está na parte de trás de um prédio no bairro do Jardim, em Maputo, rua do jardim próximo a ponte da av. de Moçambique defronte a av. Joaquim Chissano.
Quer receber a nossa Newsletter diária com artigos escolhidos pelo editor no seu INBOX?
http://www.Auto-Doc.PT
 

@Verdade Newsletter

Quer receber diariamente no seu email a nossa edição em formato PDF? Preencha o seguinte formulário:
Irá receber um email com uma ligação para confirmar a sua subscrição. Caso não visualize o email no seu inbox confira na caixa spam.