Faixa publicitária
Educação recebe 57,9 milhões de dólares e tem o desafio de travar a desistência das crianças da escola
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
CAMPUS - Soltas
Escrito por Redação  em 25 Maio 2015
Share/Save/Bookmark

A Parceria Global de Educação aprovou o desembolso de 57,9 milhões de dólares norte-americanos, para o período 2016-2018, solicitados por Moçambique para o ensino primário. Todavia, as altas taxas de abandono escolar, o défice de leitura, escrita e a fraca habilidade na matemática nas crianças permanecem um desafio para o país na medida em que afectam negativamente as taxas de conclusão da fase primária, da alfabetização e da transição para o ensino secundário.

O montante viabilizado numa reunião realizada em Seul, República da Coreia, entre 22 e 23 de Maio, será aplicado, entre outras finalidades, na melhoria da aprendizagem, no fortalecimento da gestão escolar, na promoção da governação local e prestação de contas.

O organismo referiu que a taxa de matrícula nas crianças de seis anos de idade aumentou de 67%, em 2009, para 82%, em 2014, no ensino do primeiro do 1o grau. A relação professor/aluno neste nível baixou de 69 alunos por professor, em 2009, para 62,5 alunos por docente, em 2014. A paridade de género também está a melhorar e situa-se nos 47% nos estudantes do sexo feminino.

Jorge Ferrão, ministro da Educação e Desenvolvimento Humano, reiterou a necessidade de as escolas serem funcionais e eficazes para que as crianças aprendam a ler e escrever correctamente.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom