Faixa publicitária
Há falta de 788 mil carteiras escolares em Moçambique
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
CAMPUS - Soltas
Escrito por Coutinho Macanandze  em 17 Julho 2014
Share/Save/Bookmark

Moçambique precisa de 788 mil carteiras para que milhares de instruendos de diferentes escolas deixem de assistir às aulas sentados no chão ou em tronco de árvores, facto que acontece num país que possui vastas florestais e produz madeira em grandes quantidades e uma parte dela é exportada ilegalmente para fora do país.

O porta-voz do Ministério da Educação (MINED), Eurico Banze, disse que para minimizar a situação alguns estabelecimentos serão apetrechados, até ao fim do presente ano lectivo, com cerca de 124 mil carteiras com vista a melhorar as condições de ensino e aprendizagem e o aproveitamento pedagógico dos alunos.

Relativamente à construção de infra-estruturas, Banze explicou que até Abril passado, foram construídos 841 salas de aulas, número que poderá aumentar para 6.741 instalações erguidas nos últimos três anos.

Entretanto, o porta-voz do MINED reconheceu que as salas de aula edificadas e as carteiras com que as escolas têm sido apetrechadas não resolvem o problema relacionado com a aquisição do conhecimento sentado no chão por partes de milhares de estudantes.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 2
FracoBom