Faixa publicitária
Pergunta a Tina: alguém que está a fazer tratamento anti-retroviral há três meses pode passar o vírus à sua parceira através do esperma?
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Vida e Lazer - Pergunte a Tina
Escrito por Tina  em 15 Junho 2019
Share/Save/Bookmark

Olá Tina, Gostava de saber se alguém que está a fazer tratamento anti-retroviral há três meses pode passar o vírus à sua parceira através do esperma, sabendo que não houve escoriações sanguíneas no acto? Dorca

Olá, Dorca, se a pessoa faz o tratamento correcta e consistentemente, é pouco provável que seja transmissível portanto, em princípio não passará o vírus à sua parceira por via sexual. Mas, mais seguro ainda, é depois de seis meses de tratamento. Aqui já é mais certo que não transmita, mesmo sem usar a camisinha.

A confirmação da Intransmissibilidade só se pode obter pela contagem da Carga Viral. Se a Carga Viral é Indetectável, então a Transmissão será zero. Por isso se diz Indetectável = Intransmissível, ou I = I. Normalmente, se a pessoa fizer o tratamento TARV de forma correcta, sem falhas, a Carga Viral estará Indetectável ao fim de seis meses, em média.

Actualmente, recomenda-se que todos os profissionais de saúde que administram tratamento antirretroviral (TARV) a pessoas seropositivas, as devem informar sobre esta situação de I = I, que é um facto ainda pouco conhecido.

Se uma pessoa seropositiva que recebe TARV tiver este conhecimento, naturalmente que se vai esforçar por atingir e manter este patamar de Intransmissibilidade, pelo que não vai falhar o seu tratamento. Assim, a pessoa ficará muito mais tranquila, pois sabe que não vai contaminar ninguém, mesmo se não usar a camisinha. Poderá fazer sexo sem quaisquer receios, sem sentimentos de culpa e sem auto-estigma.

Há muitas pessoas em Moçambique que abandonam o TARV, o que constitui o calcanhar de Aquiles do programa nacional de TARV do Ministério da Saúde. Mas se essas pessoas estivessem informadas de que o TARV lhes permitirá deixar de transmitir o HIV por via sexual, mesmo sem usar a camisinha, certamente que muitas delas não abandonariam o tratamento.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 1
FracoBom