Faixa publicitária
Pergunta a Tina: agora não consigo excitar para iniciarmos a segunda ronda
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Vida e Lazer - Pergunte a Tina
Escrito por Tina  em 12 Outubro 2018 (Actualizado em 14 Outubro 2018)
Share/Save/Bookmark

Olá Tina. Estou bem e espero que desse lado também. Sou um jovem de 26 anos de idade e estou numa relação há dois anos, entretanto, a minha situação sexual com a minha namorada não é das melhores. O facto é que desde que começamos a namorar tenho tido dificuldades para manter um acto sexual prazeroso com ela. Nos primeiros meses do nosso namoro, mantivemos relações sexuais, em que, na segunda ronda, não conseguia ejacular. Era normal mantermos um acto sexual durante 30 minutos sem conseguir ejacular. Tivemos algumas melhorias, mas por pouco tempo. Entretanto, neste ano, a situação agravou-se.

Desde que começou 2018, a nossa situação tem sido catastrófica porque, nos primeiros meses não conseguia manter a erecção durante a segunda ronda (excitava e depois baixava, o que causava interrupções durante o acto) e agora não consigo excitar para iniciarmos a segunda ronda com o agravante de que, na primeira ronda, tenho tido ejaculação precoce algo que não acontecia comigo. Esta situação deixa-me ainda mais preocupado porque, nas relações extra-conjugais que já mantive (até há três meses) a situação foi diferente, tendo conseguido excitar, manter a erecção e ejacular durante a segunda ronda. Gostava de saber a que se deve esta situação e o que devo fazer para que tenhamos uma relação sexual prazerosa, pois, gosto muito dela e ela também demonstra o mesmo. Até ao momento tem se mostrado compreensiva em relação a esta situação, mas isso me preocupa, pois, não sei até quando isto continuará assim. Cada vez que a gente vai à cama, sofro um abate psicológico muito grande devido a esta situação. Parei de procurar fora para ver se as coisas se alteram, mas ainda estão na mesma. O que faço?

Estimado leitor, por aqui, também estamos bem. De facto, a tua vida sexual não está fácil. Mas dá para ver bem que a situação não é grave, e certamente tem solução fácil. Há milhões de homens no mundo que se debatem com problemas idênticos aos teus. E a causa deste desconforto está na própria cabeça da pessoa. Primeiro, tens que modificar a atitude que tens perante o sexo.

Sexo não é uma corrida, nem uma competição. Se vires bem, a tua cabeça anda à volta de primeira ronda, 30 minutos, segunda ronda. Qual o teu objectivo? Um orgasmo com ejaculação, apenas? Sexo às corridas, não anima! E a repetição das tuas frustrações só contribuem para agravar a situação. Não há medicamentos nem vacinas para esse problema, que não é uma doença. O mais importante é, nas relações sexuais, investir mais em regar o amor, acarinhar, dar miminhos e trocar práticas eróticas sem pressas, e toda a série de preliminares que devem anteceder uma penetração.

É isto que agrada à maioria das mulheres, que nem sequer pensam em penetração quando fazem sexo, ao contrário da maioria dos homens. Tens que deixar de encarar a erecção e a penetração e o orgasmo, como os objectivos prioritário do sexo. O melhor será discutires este assunto com a tua namorada, com toda a franqueza e sinceridade, e verás que tudo corre melhor. Boa sorte!

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 5
FracoBom