Faixa publicitária
Pergunta a Tina: eu e a minha parceira fizemos tratamento da sífilis mas não passa
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Vida e Lazer - Pergunte a Tina
Escrito por Tina  em 15 Setembro 2017 (Actualizado em 16 Setembro 2017)
Share/Save/Bookmark

Oi, mana Tina. Eu tenho uma pequena preocupação, creio que estejas em altura de me ajudar. Eu e a minha parceira fizemos tratamento da sífilis, e passados alguns meses, ela foi fazer controle, descobriu-se que a doença ainda persiste. Gostaria de saber qual é o motivo de não passar, se ambos fizemos tratamento?

Oi, mano. A sífilis é uma Infecção de Transmissão Sexual (ITS) que é muito fácil de curar, simplesmente com uma ou várias injecções, conforme o estágio em que a doença se encontra. O que acontece é que o teste de laboratório habitualmente usado para diagnosticar esta doença, chamado VDRL, não detecta o micróbio causador da doença, mas apenas os anticorpos produzidos pelo organismo humano contra a presença do tal micróbio (é idêntico ao teste do HIV, que não detecta o vírus, mas apenas os anticorpos anti-HIV produzidos pelo corpo). E os ditos anticorpos produzidos contra o agente causador da sífilis podem estar presentes no organismo humano durante muito tempo, mesmo depois de ele ter sido eliminado. Assim, é normal que uma pessoa que fez tratamento e está curada, ainda tenha um resultado positivo. Não é preciso que o VDRL fique negativo para dizer que a sífilis está curada. Até há casos de pessoas que curaram, mas permanecem a vida inteira com um resultado positivo.

Portanto, não precisas ficar preocupado. O melhor será que dentro de seis meses façam o teste novamente. É bem possível que ainda seja positivo. O VDRL positivo tem graduações, chamadas titulações, de maior ou menor intensidade, conforme a maior ou menor presença de anticorpos. O que é importante é confirmar que se regista uma diminuição das titulações. E repetir mais uma vez depois de um ano e acompanhar a redução das titulações, como indicativo da cura. Quanto mais tempo passar, menores serão as titulações, podendo até ficar negativas após alguns anos. De qualquer maneira, é também conveniente que façam o teste do HIV, como recomendado para qualquer pessoa que apanhou uma ITS. E não se esqueçam de usar a camisinha, que é muito eficaz na prevenção da sífilis e todas as outras ITS, como o HIV.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 5
FracoBom