Faixa publicitária
Xiconhocas do Ano: Filipe Nyusi; Gestores da SIMO; Conselho Constitucional
Xiconhoca
Escrito por Redação  em 03 Janeiro 2019
Share/Save/Bookmark

Em 2018, os nossos eleitores elegeram vários Xiconhocas, com destaque para o Presidente da República, Filipe Nyusi, devido a sua governação desastrosa; passando pelo bando de incompetentes gestores da SIMO; até aos juízes partidários do Conselho Constitucional.

Filipe Nyusi

Ao longo do ano, o Presidente da República, Filipe Nyusi, mostrou que anda com a cabeça na lua, razão pela qual desconhece a triste realidade que vivem milhões de moçambicanos. Em 2018, não se viu e/ou ouviu nada edificante da parte do sujeito. Aliás, inebriado pela adulação a que é sujeito, o Xiconhoca dirigiu-se aos moçambicanos pra expelir um discurso cheio de nada. Nyusi disse que o país continua na mesma pobreza. Na verdade, Nyusi passou o ano de 2018 a tentar, de forma inescrupulosa, fazer pré-campanha para as eleições gerais de 2019. O Presidente da República, Filipe Jacinto Nyusi, foi, sem dúvidas, em 2018, o mais alto Xiconhoca da nação.

Gestores da SIMO

Os gestores da Sociedade Interbancária de Moçambique (SIMO), empresa Gestora da Rede Única Nacional de Pagamentos, foram, sem dúvidas, os maiores Xiconhocas de 2018. Este bando de improdutivos, incompetentes e trapaceiros permitiu que os moçambicanos passassem por um dos piores pesadelos de sempre durante quatro dias. Os Xiconhocas, movidos por interesses pessoais, criaram o maior caos na maior rede de cartões, ATM’s e POS’s em Moçambique.

Conselho Constitucional

Hermenegildo Gamito e os seus pares avermelhados confirmaram, ao longo de 2018, o seu estatuto de Xiconhocas da pior espécie. Em mais uma eleição pouco livre, não justa e sem transparência em que o infractor saiu novamente vencedor só encontraram problemas em algumas poucas mesas do Conselho Autárquico de Marromeu. Aliás, os Xiconhocas até se contradisseram pois concluíram que uma candidatura foi inconstitucionalmente invalidade contudo não encontraram razões para repetir a eleição nesse município. Como se isso não bastasse, esse bando andou a validar os resultados fraudulentos e, o pior de tudo, a corja de Xiconhocas exigiu mais mordomias para si.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 2
FracoBom