Faixa publicitária
Xiconhoquices da semana: Posição da Polícia sobre morte de menor na Matola; Mais dinheiro para o futebol do que todos outros desportos; Resposta do Ministro do Interior
Xiconhoca
Escrito por Redação  em 18 Maio 2018 (Actualizado em 19 Maio 2018)
Share/Save/Bookmark

Os nossos leitores elegeram as seguintes Xiconhoquices na semana finda:

Posição da Polícia sobre morte de menor na Matola

A Polícia da República de Moçambique (PRM) é, sem sombras de dúvidas, estapafúrdia. Na última sexta- -feira (11), convocou a imprensa para insultar os parentes do menor baleado mortalmente na Matola, desmentido a morte por baleamento, sem no entanto apresentar o laudo da medicina legal. Ou seja, segundo a Polícia, do trabalho por si efectuado e pelo Serviço Nacional de Investigação Criminal (SERNIC), o menino perdeu a vida por asfixia quando caiu de uma cama feita com base em paus, onde se encontrava a saltitar com o amigo. A Polícia moçambicana insinua que as duas perfurações encontradas no corpo do menor podem ter sido efectuadas, propositadamente, com recurso a um instrumento contundente para fazer vincar a hipótese de a morte ter sido provocada por um projéctil. O posicionamento da Polícia não passa de uma desculpa esfarrapada.

Mais dinheiro para o futebol do que todos outros desportos

O Governo moçambicano tem, sem dúvidas, vocação para apostar no atraso, razão pela qual o país continua no estado deplorável que se encontra. O exemplo disso é o facto de o Executivo de Nyusi ter alocado 30 milhões de meticais para ser repartido pelas mais de três dezenas de federações e organismos desportivos que representam o movimento associativo desportivo em Moçambique, incluindo a Federação de Futebol e a Liga Moçambicana de Clubes. O mais inquietante é que o futebol, que nunca trouxe nenhum vitória continental e nem sequer almeja chegar a um Mundial, é a modalidade que teve a maior fatia desse bolo. Ou seja, a modalidade vai receber 10 milhões de meticais alocados a Federação e a Liga Moçambicana de Clubes, em detrimento de modalidades que quase sempre têm trazido alegria para os moçambicanos. Quanta Xiconhoquice!

Resposta do Ministro do Interior

O Ministro do Interior, Jaime Basílio Monteiro, perdeu uma grande oportunidade de ficar calado. A figura decidiu deliberadaemnte escamotear a verdade na Assembleia da República. O sujeito, respondendo a bancada parlamentar do MDM sobre os raptos e violência contra jornalistas, disse que não existem ataques à liberdade da imprensa em Moçambique. Além disso, Monteiro vangloriou o pelouro que dirige no combate ao crime de rapto, afirmando que a PRM e o Serviço Nacional de Investigação Criminal aprimoraram a sua estratégia de enfrentamento de crime de assassinatos que teve como resultado a redução gradual e significativa dos casos ocorridos. A intervenção do Ministro do Interior no Parlamento mostra que ele vive noutro planeta, pois não é preciso estudos para se chegar à conclusão que o nível de criminalidade tende a recrudescer.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom