SELO: Poupança de água, que solução? - Por Benedito Estêvão Machipane
@Hora da Verdade
Escrito por Redação   
Terça, 14 Maio 2019 07:19

Compatriotas Em nome de um Moçambique sustentável, venho por este canal expôr uma opinião relactiva ao quotidiano do uso de água potável, sustentada por uma publicidade corrente no órgão de difusão RM, da responsabilidade da “Águas da Região de Maputo”, a qual diz que “naõ usar a água da rede para regar jardins, lavar carros, passeios”...!

Continuar...
 
SELO: Poder popular e manifestações pacíficas em África, Por que Moçambique é actualmente uma excepção? - Por Raúl Barata
@Hora da Verdade
Escrito por Redação   
Terça, 07 Maio 2019 06:41

Sudão e Argélia foram dois países que recentemente tornaram-se notícia a nível internacional pelos protestos pacíficos que depuseram os seus respectivos presidentes nomeadamente Omar Al Bashir e Abdelaziz Bouteflika. Em África, as manifestações e os protestos populares pacíficos contra um determinado governo do dia, uma figura política ou uma decisão do governo não são uma novidade. Na África Austral, num passado não muito distante, registaram-se em países como África do Sul, Zimbabwe, Quénia e Madagáscar manifestações de ordem pacífica.

Actualizado em Terça, 07 Maio 2019 08:32
Continuar...
 
SELO: “Barómetro da Governação Municipal 2018” - por IESE
@Hora da Verdade
Escrito por Redação   
Terça, 16 Abril 2019 21:10

Produzido por uma equipa de investigadores do Instituto de Estudos Sociais e Económicos (IESE), coordenada por Salvador Forquilha, este novo “Barómetro da Governação Municipal (BGM) 2018” mede a percepção dos munícipes em relação ao desempenho da governação municipal em diferentes vertentes da actuação dos órgãos e serviços municipais. O BGM foi concebido com a finalidade de facilitar um diálogo construtivo entre a Associação Nacional dos Municípios de Moçambique (ANAMM) e o Governo na área do desenvolvimento municipal bem como disponibilizar ao público uma base de dados com informação relevante sobre os municípios, além de contribuir para uma melhor definição de áreas prioritárias de acção para os governos municipais e observação e monitoria das mudanças ao longo do tempo.

Continuar...
 
SELO: Até que a morte nos separe! Inobservância das distâncias mínimas de segurança
@Hora da Verdade
Escrito por Observatório do Meio Rural   
Sexta, 12 Abril 2019 07:53

A falta de planeamento urbano no nosso país é um grande problema. Dentre os variados cenários existentes de evidente não implementação dos planos de urbanização, é possível observarem-se residências e outras infra-estruturas instaladas nas proximidades das vias de acesso.

Continuar...
 
SELO: Corrupção e suas implicações na governação local - IDeIAS nº111
@Hora da Verdade
Escrito por Redação   
Quinta, 02 Maio 2019 07:44

O debate sobre a corrupção e suas implicações no desenvolvimento de Moçambique suscita uma série de questões no contexto da descentralização. Qual é a percepção dos cidadãos em relação à corrupção ao nível local? Que implicações a corrupção tem na governação local? Com enfoque no município de Lichinga, este texto procura responder a estas perguntas, argumentando que: (i) a percepção dos munícipes é que a corrupção no município de Lichinga é alta e está ligada à figura do Presidente do Município; (ii) a corrupção tem inúmeras implicações na governação ao nível do município com destaque para a baixa qualidade de serviços públicos e a fragilização da legitimidade do governo municipal.

Continuar...
 
SELO: O desvio de donativos e a consciência colectiva dos moçambicanos: cruzar os braços e ver irmãos a morrerem à fome, é o mesmo que comparticipar dos desvios - Por Dercio Carlos Alberto
@Hora da Verdade
Escrito por Redação   
Terça, 16 Abril 2019 07:20

Como uma nota introdutória que nada pretende introduzir, permitam-me caros leitores advertir antes de mais que, o presente artigo não constitui e nem pretende ser um material científico ou informativo com o rigor técnico, metodológico e epistemológico exigido. É na maior das miragens, uma simples retrospectiva e manifestação de desagrado de um Moçambicano que como os outros milhões, vai sentindo a dor e o sofrimento dos irmãos da Beira, agudizado pela ambição imensurável de alguns servidores do “povo” que sem se preocuparem com os meios, lutam para alcançarem os seus objectivos, enriquecer.

Continuar...
 
SELO - IDAI: O day after
@Hora da Verdade
Escrito por Observatório do Meio Rural   
Terça, 02 Abril 2019 15:28

O IDAI foi e está sendo devastador. Milhares de cidadãos abrangidos, patrimónios privados e públicos perdidos, infra-estruturas destruídas, vidas que sofreram mudanças violentas em poucas horas. O texto tem como título o day after (o dia seguinte/depois) do ciclone. Isto é, quando as primeiras acções de emergência (fornecimento de água e alimentação, restabelecimento das vias de comunicação (mesmo que precário) e de telecomunicações estiverem concluídos. Trata-se de restabelecer, quanto possível, a economia, os serviços, os alojamentos, enfim…o modo de vida das pessoas.

Continuar...
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Pág. 1 de 42
  • CIDADÃO REPORTA:
    No distrito de Meconta-provincia de Nampula em Mocambique, na xcola secundaria de Namialo, os professores, nao recebem suas horas extras ha 1 ano e um mes e saindo algum colectivo da xcola a direcao provincial das financas, dizem terem pago os ordenados e por sua vez o director distrital dizia que nao houve nenhum despacho e neste momento estao paralizadas as aulas!
  • CIDADÃO REPORTA:
    estou num fematro que sai da baixa para Albazine, o motorista acelera demais toda gente que se encontra aqui esta reclamando (escesso de velocidade) em Maputo.
  • CIDADÃO Pedro B. Langa REPORTA:
    Pedro B. Langa, Maputo. Enquato nao tivermos a coragem de ariscar em eleger o outro partido para governar o pais, vamos continuar a sofrer humilhacoes da Frelimo onde um tem 5 4x4 e o pobre nao sabe o que vai comer durante o dia. Nhancale o verdadeiro xiconhoca
  • CIDADÃO Leo REPORTA:
    está um corpo de uma mulher sem vida atrás do prédio onde vivo, vi o corpo por volta das 8 horas e até agora não vieram remover o corpo, a vizinhança já sabe disso comunicaram a policia e simplesmente vieram tapar o corpo com uma capulana e foram embora. O corpo,está na parte de trás de um prédio no bairro do Jardim, em Maputo, rua do jardim próximo a ponte da av. de Moçambique defronte a av. Joaquim Chissano.
Quer receber a nossa Newsletter diária com artigos escolhidos pelo editor no seu INBOX?
UBA Cambio Diario
 

@Verdade Newsletter

Quer receber diariamente no seu email a nossa edição em formato PDF? Preencha o seguinte formulário:
Irá receber um email com uma ligação para confirmar a sua subscrição. Caso não visualize o email no seu inbox confira na caixa spam.