@Verdade Editorial: Somos um povo generoso ou estúpido?
Opinião - Editorial

A cada dia que passa fica evidente que os dirigentes e gestores deste país o único sentido de economia que têm é o de esbanjamento desenfreado dos bens públicos. Não é preciso ser um especialista em economia para prever o abismo em que o povo moçambicano tem sido forçosamente empurrado nos últimos tempos. Basta apenas ter o conhecimento semelhante à de milhares de moçambicanos, sobretudo as donas de casa cujo único sentido de economia que conhecem é o de gerir durante um mês 10 quilos de farinha de milho, cinco litros de óleo vegetal e uma lâmina de carapau congelado com um agregado familiar-tipo em Moçambique com pelo menos cinco pessoas.

Actualizado em Segunda, 20 Novembro 2017 08:06
Continuar...
 
Xiconhoquices da semana: Jogo das lendas; Compra de aviões; Destruição de mural de Malangatana
Opinião - Xiconhoca

Os nossos leitores elegeram as seguintes Xiconhoquices na semana finda:

Actualizado em Sexta, 17 Novembro 2017 07:42
Continuar...
 
Xiconhoquices da semana: Justificação de compra de carros de luxo; Dívida com China; Eleição intercalar em Nampula
Opinião - Xiconhoca

Os nossos eleitores elegeram as seguintes Xiconhoquices na semana finda:

Continuar...
 
@Verdade Editorial: O regabofe à custa do povo continua
Opinião - Editorial

O Governo da Frelimo continua a seguir à risca o seu o plano terrorista de empurrar os cidadãos moçambicanos para a mais desgrenhada miséria. Trata-se de um plano macabro que tem sido colocado em marcha, sem dó nem piedade, desde a Independência Nacional. O elevado índice de pobreza, a falta de hospitais e escolas, são alguns exemplos do descaso que esta turma tem votado a população.

O partido no poder tem estado a usar o sofrimento do povo moçambicano para acumular riqueza para os seus dirigentes. O Governador do Banco de Moçambique já veio ao público fazer o alerta de sempre: o próximo ano os moçambicanos continuarão a ser submetidos a um dos mais dramáticos e sofrível exercício de sobrevivência. Na verdade, essa alerta é feita apenas para a população, que com sangue e suor sustentam as mordomias desse grupo de incompetentes que dirigem o país.

Continuar...
 
Xiconhoquices da semana: Visita presidencial paga Comité Central em Nampula; Taxas de juro que não baixam; Compra de carros para Governo
Opinião - Xiconhoca

Os nossos leitores elegeram as seguinte Xiconhoquices na semana finda:

Actualizado em Sexta, 03 Novembro 2017 09:12
Continuar...
 
Xiconhocas da semana: Carmelita Namashulua; Governo; PGR
Opinião - Xiconhoca

Os nossos leitores elegeram os seguintes Xiconhocas na semana finda:

Continuar...
 
Xiconhocas da semana: Autoridade Tributária; Filipe Nyusi; Tribunal Administrativo
Opinião - Xiconhoca

Os nossos leitores elegeram os seguintes Xiconhocas na semana finda:

Continuar...
 
@Verdade Editorial: Não percamos o foco
Opinião - Editorial

Quando, há poucas semanas, assistimos ao Tribunal Judicial da Cidade de Nampula a condenar Manuel Tocova, edil interino de Nampula, pelo crime de desobediência, a reacção de todos foi de espanto e indignação. Sucede que, na história da Justiça moçambicana, não há registo de celeridade de um processo, à semelhança do que aconteceu com Tocova. Aliás, é sempre assim quando se trata de casos envolvendo indivíduos que não estão ligados ao partido no poder.

Foi impressionante a forma como os órgãos da justiça a nível de Nampula se desdobraram para condenar o edil interino acusado de recusar-se a fornecer documentos sobre exoneração de vereadores solicitados pelo Ministério Público. Ainda nesta semana, as notícias dando conta da prisão de Tocova, acusado de porte ilegal de arma de fogo, voltaram a causar espanto. É por demais evidente que a nossa Justiça anda enviesada e está ao serviço do regime da Frelimo para distrair o povo moçambicano dos reais problemas que preocupam a nação.

Actualizado em Sábado, 11 Novembro 2017 10:48
Continuar...
 
Xiconhocas da semana: Celso Correia; Tinosse Filipe Mejenje; Dirigentes dignos
Opinião - Xiconhoca

Os nossos leitores elegeram os seguintes Xiconhocas na semana finda:

Continuar...
 
@Verdade Editorial: Mais um elefante branco
Opinião - Editorial

Um aeroporto não se constrói todos dias e, ainda por cima, um aeroporto internacional. Não há sombras de dúvidas de que os aeroportos são de suma importância e reflectem o esforço e a necessidade de um povo, de um Governo e de uma Nação. Eles são importantes na vida de um homem, de uma mulher e de um país. Um aeroporto é uma infra-estrutura económica e social, muito importante numa perspectiva de mobilidade nacional e internacional. E não só. Também sob o ponto de vista do desenvolvimento, crescimento e equidade entre os moçambicanos.

Porém, a construção de um Aeroporto Internacional na província de Gaza não é um investimento prioritário neste momento, não obstante o Presidente da República, Filipe Nyusi, defenda que o mesmo possui enorme potencial para impulsionar o desenvolvimento socioeconómico, particularmente no sector do turismo. Isto é o cúmulo da estupidez!

Continuar...
 
  • CIDADÃO REPORTA:
    No distrito de Meconta-provincia de Nampula em Mocambique, na xcola secundaria de Namialo, os professores, nao recebem suas horas extras ha 1 ano e um mes e saindo algum colectivo da xcola a direcao provincial das financas, dizem terem pago os ordenados e por sua vez o director distrital dizia que nao houve nenhum despacho e neste momento estao paralizadas as aulas!
  • CIDADÃO REPORTA:
    estou num fematro que sai da baixa para Albazine, o motorista acelera demais toda gente que se encontra aqui esta reclamando (escesso de velocidade) em Maputo.
  • CIDADÃO Pedro B. Langa REPORTA:
    Pedro B. Langa, Maputo. Enquato nao tivermos a coragem de ariscar em eleger o outro partido para governar o pais, vamos continuar a sofrer humilhacoes da Frelimo onde um tem 5 4x4 e o pobre nao sabe o que vai comer durante o dia. Nhancale o verdadeiro xiconhoca
  • CIDADÃO Leo REPORTA:
    está um corpo de uma mulher sem vida atrás do prédio onde vivo, vi o corpo por volta das 8 horas e até agora não vieram remover o corpo, a vizinhança já sabe disso comunicaram a policia e simplesmente vieram tapar o corpo com uma capulana e foram embora. O corpo,está na parte de trás de um prédio no bairro do Jardim, em Maputo, rua do jardim próximo a ponte da av. de Moçambique defronte a av. Joaquim Chissano.
Quer receber a nossa Newsletter diária com artigos escolhidos pelo editor no seu INBOX?
http://www.Auto-Doc.PT
 

@Verdade Newsletter

Quer receber diariamente no seu email a nossa edição em formato PDF? Preencha o seguinte formulário:
Irá receber um email com uma ligação para confirmar a sua subscrição. Caso não visualize o email no seu inbox confira na caixa spam.