Faixa publicitária
Presidente de Moçambique acomoda mais duas mulheres no seu Governo
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Destaques - Democracia
Escrito por Adérito Caldeira  em 22 Janeiro 2020 (Actualizado em 29 Janeiro 2020)
Share/Save/Bookmark

Foto de Alexandre ZerinhoO Presidente de Moçambique acomodou Ana Comoana no Ministério da Administração Estatal e Função Pública e Nyeleti Mondlane no Ministério do Género, Criança e Acção Social elevando para nove o número de mulheres no Governo do seu 2º mandato.

Doutorada em Ciências Jurídico-Económicas a ex-vice-ministra da Cultura e Turismo, que já foi Governadora da Província de Manica, foi promovida para tutelar a Administração Estatal e Função Pública numa altura que poderia ser crucial para o aprofundamento da descentralização no nosso país caso algumas Assembleias Provinciais tivessem sido conquistadas pelos partidos de oposição.

Contudo a vitória do partido Frelimo, do qual já foi membro do Comité Central, em todas Assembleias Provinciais não deverá originar tensões e clivagens entre os governos provinciais eleitos e os secretários de Estado indicados pelo Presidente Filipe Nyusi, o que deverá facilitar a tarefa de Ana Comoana.

Já filha de Eduardo Mondlane, membro da Comissão Política do partido do Governo, foi acomodada pelo Chefe de Estado num dos mais irrelevantes ministérios do seu Executivo.

A missão de Nyeleti Brooke Mondlane, ministra da Juventude e Desportos no mandato anterior, deverá ser procurar fundos para tirar do papel todos os planos e estratégias de empoderamento da mulher, combate aos casamentos prematuros e melhoria da situação das crianças.

Com estas nomeações Nyusi aumenta para nove o número de mulheres nos 19 ministérios do seu Governo onde ainda faltam nomear os titulares da Juventude e Desporto, dos Combatentes e ainda Presidência para os Assuntos da Casa Civil.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom