Faixa publicitária
Subiu para 35 os óbitos durante a época chuvosa 2019 – 2020 em Moçambique
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Vida e Lazer - Ambiente
Escrito por Redação  em 12 Janeiro 2020 (Actualizado em 23 Janeiro 2020)
Share/Save/Bookmark

Foto da EDMMais quatro cidadãos morreram vítimas de descargas atmosféricas na Província de Cabo Delgado elevando para 35 as vítimas mortais desde que a época chuvosa 2019 – 2020 iniciou em Outubro passado. Entretanto cinco distritos desta província do Norte de Moçambique, que já estavam sitiados pela chuva, ficaram sem energia eléctrica.

A queda de um raio numa aldeia do posto Administrativo de Mavese, no Distrito de Chiúre causou os óbitos durante a semana finda. “Quatro jovens, todos do sexo masculino, estavam a brincar no mercado quando aconteceu a descarga atmosférica. No local morreu uma pessoa, os outros foram evacuados para o Centro de Saúde de Muenge onde perderam a vida três, um foi evacuado para Chiúre e dois sobreviveram”, explicou a jornalistas o Administrador distrital.

Com estas mortes sobe para 35 os óbitos registados em consequência directa das chuvas com ventos forte e trovoadas que se registam particularmente no Norte do nosso país desde Outubro passado.

A forte precipitação que continua a ser registada na Província de Cabo Delgado e já havia deixado nove distritos isolados por via terrestre, quando danificou a ponte sobre o rio Montepuêz, causou um apagão em cinco desses distritos neste sábado (11) devido a queda de uma das torres de Alta Tensão da Electricidade de Moçambique localizada numa das margens do rio Messalo.

Tratam-se dos distritos de Mueda, Muidumbe, Nangade, Mocímboa da Praia e Palma que são alimentados a partir da sub-estação de Awasse.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom