Faixa publicitária
Homens armados da Renamo matam mais dois civis no Centro de Moçambique
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Destaques - Newsflash
Escrito por Redação  em 07 Novembro 2019
Share/Save/Bookmark

A Polícia da República de Moçambique (PRM) responsabilizou “homens armados da Renamo” pelo terceiro ataque no Centro do país deste as Eleições Gerais. Nesta quarta-feira (06) mais dois civis foram mortos na Província de Manica.

“Homens armados da Renamo efectuaram disparos contra uma viatura de marca Toyota que fazia sentido na Estrada Nacional nº 6 à localidade de Pindanganga, esses disparos resultaram em um óbito, dois feridos graves e um ligeiro. Os homens armados da Renamo aproximaram-se da viatura e incendiaram, uma das vítimas ficou totalmente carbonizada no interior da mesma”, disse a jornalistas o chefe de relações públicas da PRM na Província de Manica, Mário Arnaça.

Entretanto um segundo civil foi morto, ao que tudo indica pelos mesmo grupo de homens armados, enquanto trabalhava na sua machamba na mesma região.

São já sete as vítimas mortais de ataques armados registados no Centro de Moçambique desde a votação do passado dia 15 de Outubro, duas das vítimas eram agentes da PRM.

O partido Renamo, que ainda não desmobilizou todos os seus homens armados, não assume que os ataques estejam a ser protagonizados pelos seus guerrilheiro. No entanto o líder da auto-proclama Junta Militar da Renamo, Mariano Nhongo, assumiu na semana passada a autoria dos ataques.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 3
FracoBom