Mais um morto no segundo ataque atribuído a Renamo no Centro de Moçambique
Versão para impressão
Destaques - Newsflash
Escrito por Redação  em 29 Outubro 2019
Share/Save/Bookmark

Um agente da Polícia da República de Moçambique (PRM) foi morto na madrugada desta terça-feira (29) na aldeia de Metuchira, no Distrito de Nhamatanda, na Província de Sofala por um grupo de homens armados alegadamente pertencentes ao partido Renamo. É o segundo agente da polícia morto na região desde as Eleições Gerais consideradas fraudulentas pelo partido da oposição.

“O Comando Provincial da PRM logo de manhã tomou conhecimento desta ocorrência de homens da Renamo que atacaram pelas 4h50 o posto policial de Metuchira”, disse a jornalistas o Comandante Provincial da PRM em Sofala, Paulique Ucacha, que confirmou que no ataque um agente da corporação foi morto.

No ataque que foi perpetrado por seis homens trajando farda de cor verde o posto da PRM foi invadido, metralhado e assaltado tendo sido roubada pelo menos uma arma de fogo.

Em declarações à Deutsche Well o Presidente do partido Renamo, Ossufo Momade desmentiu que os seus guerrilheiros tenham protagonizado o ataque.

No passado dia 23 um outro polícia foi abatido quando a viatura onde seguia, na companhia de outros três agentes, foi emboscada na Estrada Nacional nº 1, na região de Ciro, no limite entre os distritos de Nhamatanda e Gorongosa, também na Província de Sofala. A

PRM na Província de Sofala atribuiu o ataque a auto-proclamada Junta Militar da Renamo que no entanto refutou a acusação através do seu presidente Mariano Ngongo.

Entretanto outros três cidadãos civis foram mortos nesta região no dia 27 quando a viatura em que se faziam transportar foi atacada por homens armados não identificados.

O maior partido de oposição, que deveria ter desmobilizado todos os seus guerrilheiros ao abrigo do Acordo de Paz rubricado no passado mês de Agosto, rejeitou o apuramento da votação do passado dia 15 de Outubro que deu uma vitória expressiva ao partido Frelimo e aos seus candidatos nas Eleições Presidenciais, Legislativas e Provinciais.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom