Faixa publicitária
Sul-africanos suspensos por trabalho ilegal em Maputo
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Destaques - Newsflash
Escrito por Redação  em 08 Março 2019
Share/Save/Bookmark

Oito cidadãos de nacionalidade sul-africana foram suspensos das suas actividades, há dias, na cidade de Maputo, por trabalho ilegal numa empresa denominada Lúcios Moçambique, do ramo de engenharia e construção civil.

A Inspecção-Geral do Trabalho (IGT), delegação da capital do país, esclareceu que se trata de Makhiseni Beyele, Xulani Bhengu, Mfundu Mkhize, Mariah Veeras, Khayelihle Malunga, Sagren Munsami, Mduduzi Ndawunde e Mphilise Gumbi.

O exercício ilegal de trabalho foi descoberto durante a inspecção que visava aferir o “cumprimento da legalidade laboral, as condições laborais no local de trabalho, com enfoque na higiene e segurança, a promoção da negociação colectiva nas empresas, a inscrição de trabalhadores e a canalização de descontos salariais à Segurança Social, bem como o controlo da imigração para o trabalho em Moçambique”, segundo um comunicado enviado ao @Verdade.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom