Faixa publicitária
Escolas particulares prevaricam em Maputo e na Matola
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Destaques - Newsflash
Escrito por Emildo Sambo  em 17 Julho 2018
Share/Save/Bookmark

A Inspecção Nacional das Actividades Económicas (INAE) detectou uma série de problemas no funcionamento de algumas escolas particulares, que leccionam o currículo estrangeiro, nas cidades de Maputo e da Matola. Porém, não foram aplicadas sanções inibitórias às actividades dos estabelecimentos visados, cujos nomes não foram revelados.

Ali Mussa, diretor nacional de Operações de Educação, Cultura e Desporto na INAE, disse que as irregularidades consistem na venda de produtos em péssimas condições de conservação e preparação nas cantinas, casas de banho em situação deplorável, falta de limpeza, não exposição ao público de preços de propinas e outras taxas arrecadadas pelas referidas escolas e ausência de uniforme para os trabalhadores.

Para além de recomendações no sentido de se solucionar os problemas em alusão, serão aplicadas multas.

Refira-se que aquela instituição do Estado tem dezenas de milhões de meticais por cobrar a vários estabelecimentos comerciais apanhadas em situação de infracção às normas que regem o seu funcionamento.

Ao todo foram inspecionados 15 estabelecimentos de ensino privado, nas últimas duas semanas. A medida deverá abarcar outras instituições que ministram o currículo estrangeiro no país, segundo Ali Mussa.

Aliás, a fonte disse que a INAE pretende alargar a sua actuação com vista a cobrir todos os ramos de actividade em Moçambique e divulgar a legislação inerente ao sector. Para o efeito, os responsáveis daquela entidade reuniu-se, há dias, com um dos seus parceiros, o Banco Mundial.

Um dos assuntos debatidos diz respeito à elaboração de um plano estratégico da INAE, para o período 2019-2023.

Num outro desenvolvimento, Mussa fez saber que no período em análise foram fiscalizados 421 estabelecimentos económicos e não faltaram, como sempre, problemas relacionados com a falta de limpeza e afixação de preço.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom