Faixa publicitária
Criança estuprada até à morte e Polícia detém suspeito em Maputo
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Destaques - Newsflash
Escrito por Redação  em 13 Junho 2018
Share/Save/Bookmark

Um jovem está a contas com as autoridades policiais, acusado de abuso sexual e assassinato de uma menina de apenas 10 anos de idade, no fim-de-semana passado, no bairro do Albazine, cidade de Maputo.

O crime, ainda sob investigação da Polícia, aconteceu na casa onde o suposto estuprador vivia com o pai, os irmãos, a madrasta e a filha desta. A vítima era filha desta senhora e é fruto de uma relação anterior.

Da família, o @Verdade apurou que, na noite do último sábado (09), todos jantaram ao mesmo tempo, excepto o indiciado, porque não se encontrava em casa.

Na verdade, ninguém presenciou a alegada cópula forçada que acabou em tragédia, mas os parentes do jovem de 28 anos, que sempre suspeitaram dele devido a situações anteriores de má conduta, acreditam que a miúda foi por si violada até perder a vida.

Aliás, um dos parentes disse-nos que uma jovem irmã da malograda foi vítima do indiciado e abandonou a residência por ter pela sua vida.

A nossa fonte contou ainda que naquele sábado o suspeito entrou em casa de madrugada, “à porta do cavalo” e dirigiu-se ao quatro da menina.

No chão, a poucos metros da cama, havia gotas de sangue e o rosto do jovem apresentava vários arranhões, o que solidifica a tese de estupro. “As feridas que ele tem na cara são recentes e mostram que a criança morreu a tentar se defender”, disse o nosso interlocutor.

A Polícia da República de Moçambique (PRM) em Maputo confirmou que houve violação sexual e o acusado deverá ser responsabilizado pelos seus actos.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 1
FracoBom