Faixa publicitária
Frelimo reúne-se na Matola para introspecção e analisar a sua derrota em Nampula
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Destaques - Newsflash
Escrito por Emildo Sambo  em 23 Março 2018
Share/Save/Bookmark

O partido no poder, a Frelimo, tranca-se na sua Catedral, na cidade da Matola, a partir desta sexta-feira (23) até domingo (25), em segunda sessão ordinária do Comité Central, para, entre outros assuntos, discutir a “visão máxima” do partido e reflectir sobre a forma como o mesmo dirige o país, disse o porta-voz Caifadine Manasse.

No evento, o Governo deverá apresentar o relatório sobre o trabalho que tem vindo a fazer desde que foi constituído, em 2015, aquando da tomada de posse do Presidente da República e, simultaneamente, da Frelimo, Filipe Nyusi.

O relatório a ser apresentado pelo Executivo ao Comité Central da Frelimo visa aferir até que pontos se está a materializar o manifesto eleitoral prometido aos munícipes, bem como medir o desempenho do nosso próprio Governo, disse Caifadine Manasse, em conferência de imprensa.

Num outro momento, segundo explicou o porta-voz, será prestada informação sobre a forma como decorreu a eleição autárquica em Nampula. Pretende-se, com isso, perceber “o que é que aconteceu” e levou à derrota do candidato Amisse Cololo e perspectivar as próximas eleições autárquicas e gerais.

Refira-se que Tomás Salomão era chefe da brigada da Frelimo à segunda volta da eleição intercalar autárquica da cidade de Nampula e Amisse Cololo obteve 41,40% de votos, contra 58,60% de Vahanle.

Num outro desenvolvimento, Caifadine Manasse disse que serão eleitos os secretários do Comité Central, porque aquando do 11o Congresso as vagas disponíveis não foram preenchidas na totalidade.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom