Faixa publicitária
Viagem de mais uma suposta traficante de droga termina em Mavalane
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Destaques - Newsflash
Escrito por Redação  em 11 Março 2018 (Actualizado em 12 Março 2018)
Share/Save/Bookmark

Uma mulher de nacionalidade liberiana encontra-se detida, desde a semana finda, na capital moçambicana, acusada de tráfico de drogas cujo tipo ainda não foi apurado pela Polícia, mas acredita que se tratar de estupefaciente pesado.

À semelhança das declarações do vietnamita detido semana passada, no mesmo aeroporto, na posse de pouco mais de sete quilogramas de cornos de rinoceronte, a liberiana alegou que a mala não era sua, mas sim, de um amigo que pediu para que ela levasse para onde pretendia viajar.

A referida droga, detectada quando ela fazia check in, devia ser depois transportada para Freetown, capital e maior cidade da Serra Leoa, segundo a Polícia da República de Moçambique (PRM).

A cidadã foi detida no Aeroporto Internacional de Maputo, após desembarcar de um voo ido de Nairobi, capital, cidade mais populosa e principal centro financeiro, económico, corporativo e cultural do Quénia.

A referida droga estava escondida na mala em alusão, em furos aparentemente preparados para o efeito.

A mulher, cuja identidade não apurámos, disse ainda que não sabia que a mala continha droga e não verificou o que tinha no interior porque confiava no dono, por sinal seu amigo. Porém, ela alegou que desconhece o paradeiro e a identidade do visado.

Refira-se que Moçambique é, muitas vezes, usado como corredor de passagem da droga para vários países, o que tem deixado as autoridades em alerta.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 1
FracoBom