Faixa publicitária
Homem detido em Marromeu à procura de cliente para pontas de marfim
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Destaques - Newsflash
Escrito por Redação  em 13 Fevereiro 2018
Share/Save/Bookmark

A Polícia da República de Moçambique (PRM) deteve um homem de 43 anos de idade, há dias, no distrito de Marromeu, província de Sofala, na posse de 12 pontas de marfim, supostamente extraído de seis elefantes abatidos na Reserva Especial de Marromeu.

Segundo apurou o @Verdade, o indivíduo implicado no caso responde pelo nome de A. Guilherme, comerciante em Marromeu.

A sua detenção aconteceu num transporte de passageiros quando pretendia se deslocar para o distrito de Caia, onde seria consumada a venda do produto a um preço que a nossa reportagem não apurou.

Daquele ponto, A. Guilherme foi conduzido ao Comando Distrital da PRM, em Marromeu, onde aguarda pelo desfecho movido contra si pelos agentes da lei e ordem. Em declarações à Polícia, o indiciado negou ter sido ele quem abateu os paquidermes dos quais as pontas de marfim foram retiradas.

De acordo com ele, certas pessoas cuja proveniência e localização desconhece dirigiram-se à sua banca vendendo os referidos troféus ao preço de 40 mil meticais.

Na altura, Guilherme viu uma oportunidade de multiplicar o dinheiro que iria aplicar na aquisição das referidas pontas de marfim, porque, segundo explicou, já tinha pesquisado informações sobre o seu valor comercial.

Contudo, o plano ruiu quando a Polícia intrometeu-se no negócio para impor a lei.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 2
FracoBom