Faixa publicitária
DJ moçambicano detido na Beira por posse de droga pesada
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Destaques - Newsflash
Escrito por Redação  em 21 Novembro 2017
Share/Save/Bookmark

O disco-jóquei (DJ) moçambicano, que no meio artístico se identifica pelo cognome de Eduardo PM, encontra-se detido, desde a semana passada, na cidade da Beira, província de Sofala, acusado de posse de 60 unidades de ecstasy, uma droga altamente pesada, e 10 mil meticais supostamente provenientes da venda do referido estupefaciente.

Eduardo PM, residente na cidade de Maputo, é um artista bastante conhecido no país pelos seus trabalhos e é dos poucos mais solicitados para animar eventos. Ele caiu nas mãos da corporação no último sábado (18), por volta da 17h00, e está privado de liberdade na 1a. esquadra da Polícia da República de Moçambique (PRM), na Beira.

Consta que ele desembarcou na cidade da Beira na passada quarta-feira (15). No dia da sua detenção, numa casa de pasto no bairro da Ponta-Gêa, estava na companhia de pessoas próximas a celebrar 23 anos da sua carreira como DJ.

Em contacto com a imprensa, o acusado foi parco em palavras: “não tenho nada a declarar”.

Segundo Daniel Macuácua, porta-voz da PRM, em Sofala, Eduardo PM foi recolhido aos calabouços na sequência de uma denúncia dando conta de que ele possuía droga e estava a vender parte da mesma.

Os agentes da Lei e Ordem acreditam que o indiciado faz parte de uma rede de traficante de drogas.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 1
FracoBom