Faixa publicitária
Cinco supostos assaltantes detidos no Niassa e em Quelimane
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Destaques - Newsflash
Escrito por Redação  em 13 Setembro 2017
Share/Save/Bookmark

Cinco cidadãos estão a contas com a Polícia da República de Moçambique (PRM), nas províncias do Niassa e da Zambézia, indiciados de prática de assaltos e tortura física. Numa das suas incursões apoderaram-se de mais de 400 mil meticais pertencentes a um agricultor.

Segundo o @Verdade apurou da corporação, no Niassa foram detidos quatro indivíduos, de um grupo de oito, por maltratar um agricultor e roubá-lo mais de 400 mil meticais na sua própria residência.

A vítima disse que para ter o montante vendeu parte dos seus excedentes agrícolas. Dos quatro indivíduos presos, dois são de nacionalidade estrangeiros, que no entanto negam o seu envolvimento no crime de são incriminados.

Em Quelimane, província da Zambézia, um agente de segurança privada encontra-se igualmente a ver o sol aos quadradinhos, acusado de roubo de colchões num estabelecimento comercial onde devia garantir a segurança. Os seus comparsas, de acordo com a PRM, estão a monte, mas decorre um trabalho com vista a neutralizá-los.

O estabelecimento lesado pertence a cidadãos de nacionalidade chinesa, tendo sido eles próprios que desbarataram o plano de roubo e solicitaram a intervenção da Polícia.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom