Faixa publicitária
Membro da Polícia mata jovem a tiro em Quelimane
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Destaques - Newsflash
Escrito por Redação  em 12 Setembro 2017
Share/Save/Bookmark

Um jovem de 28 anos de idade, cuja identidade não foi possível apurar, morreu vítima de uma bala disparada por um agente da Polícia da República de Moçambique (PRM), na cidade de Quelimane, província da Zambézia, onde foi abortada uma tentativa de sequestro de um cidadão de nacionalidade bengali.

O homicídio aconteceu na noite da quinta-feira (07) passada. Segundo apurou o @Verdade, o malogrado encontrou a morte no bairro Sangariveira, quando consumia bebidas alcoólicas numa barraca, na companhia de amigos.

Não foi possível ouvir a reacção da corporação sobre este facto, que não é o primeiro na cidade da Beira, envolvendo os membros de uma entidade que tem como função garantir a segurança e a ordem públicas e combater infracções à lei, bem como assegurar a protecção de pessoas, onde quer que estejam.

De acordo com testemunhas, o polícia que tirou a vida do jovem em alusão, fez-se à referida barraca, exigiu que a proprietária procedesse ao encerramento, alegadamente porque já era tarde para o funcionamento.

Na circunstância, houve uma troca de palavras e, de repente, o agente da corporação sacou uma arma e disparou contra a testa do malogrado.

Uma outra versão dos factos indica que no local havia igualmente elementos da Polícia Comunitária, os quais se faziam acompanhar pela Polícia de Protecção.

Ainda na Zambézia, a PRM abortou, na mesma quinta-feira em que ocorreu o baleamento a que nos referimos acima, uma tentativa de sequestro de um cidadão de nacionalidade bengali, no distrito e Gurúè.

A vítima é um comerciante no posto administrativo de Lioma e deslocou-se a Gurúè para efectuar um levantamento de 500 mil meticais para o pagamento de salários aos seus trabalhadores.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom