Faixa publicitária
Educadores e guarda violam sexualmente criança num centro infantil em Manica
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Destaques - Newsflash
Escrito por Redação  em 17 Julho 2017
Share/Save/Bookmark

A Polícia da República de Moçambique (PRM), em Manica, deteve, na semana passada, dois educadores de crianças e um guarda afectos ao centro infantil denominado Escola Internacional a Árvore do Futuro, acusados de abusar sexualmente de uma criança de apenas dois anos de idade.

O estupro ocorreu no distrito de Gondola e o encerramento da escola em causa foi ordenando, na passada sexta-feira (14), pelo sector de Género, Criança e Acção Social.

A medida, que irá durar até que o caso seja esclarecido pelas autoridades locais, foi tomada após uma reunião entre aquela instituição do Estado e os gestores do referido centro infantil.

Aliás, a Escola Internacional a Árvore do Futuro não tinha autorização para funcionar e o que aconteceu representa um perigo para as restantes crianças, segundo a direcção do Género, Criança e Acção Social.

Devido às lesões contraídas durante o acto, à vítima foi submetida a exames médicos no Hospital Distrital de Gondola, onde se confirmou que, de facto, houve violação sexual.

Felizmente, a miúda está fora de perigo.

Comentários   

 
0 #1 Custódia 17-07-2017 14:35
Naturalmente que está fora de perigo quanto a saúde orgânica. Mas o futuro dessa criança está comprometido, tanto os indiciados e os responsáveis da instituição devem ser responsabilizad os pelos danos psicológicos causados a vítima e família.
Citar
 
 
0 #2 Maria Torcato 17-07-2017 18:19
Há demasiada brandura para com autores de crmes hediondos neste país. Na vizinha RAS onde isto tb é frequente, no Kwazulu um grupo de mulheres da comunidade onde aconteceu, CASTROU os autores
Citar
 

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom