Faixa publicitária
Polícia moçambicana apreende armas de fogo e detém seus possessores
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Destaques - Newsflash
Escrito por Redação  em 16 Junho 2017
Share/Save/Bookmark

As autoridades policiais moçambicanas recuperaram 11 armas de fogo, das quais cinco pistola, igual número de caçadeiras, uma pistola de pressão de ar e sete munições, na semana passada, nas regiões sul e norte de Moçambique. Presume-se que os instrumentos bélicos em causa eram usados para a prática de diversos crimes.

O Comando-Geral da Polícia da República de Moçambique (PRM) disse que foi apreendida, na cidade de Maputo, uma pistola com sete munições no carregador, na posse de cinco supostos malfeitores que já se encontram a ver o sol aos quadradinhos.

Na província de Maputo, um grupo de cidadãos do posto administrativo de Salamanga, no distrito de Matutuíne, entregou, voluntariamente, quatro caçadeiras às autoridades “no âmbito da sensibilização para que a população se abstenha da caça furtiva (...)”, disse Inácio Dina, porta-voz daquela entidade do Estado.

Em Gaza, um cidadão de 25 anos de idade foi preso no posto administrativo de Chicumbane, no distrito de Limpopo, acusado de posse ilegal de uma pistola, com a qual “ameaçava outros cidadãos”.

Nos distritos de Bile, Macia e Manjacaze, em Gaza, outros três indivíduos caíram nas mãos das autoridades policiais por porte ilegal de uma pistola.

Em Inhambane, quatro indivíduos foram colocados foram do mundo do crime e desapossados de uma pistola que era usada para semear terror, segundo Inácio Dina, que falava à imprensa no habitual briefing semanal.

O porta-voz do Comando-Geral disse, também, que a PRM deteve, na semana finda, um total de 917 pessoas, das quais 718 por violação de fronteiras, 12 por imigração ilegal e 187 por prática de diversos crimes.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom