Faixa publicitária
Vítima da própria esposa com óleo de cozinha morre no HCM
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Destaques - Newsflash
Escrito por Emildo Sambo  em 17 Fevereiro 2017
Share/Save/Bookmark

Rúben Matsombe, homem gravemente queimado com óleo quente de cozinha, pela própria esposa, a 04 de Fevereiro em curso, no município da Matola, província de Maputo, perdeu a vida, na manhã de quinta-feira (16), no Hospital Central de Maputo (HCM).

O malogrado vivia no bairro Tsalala, onde na madrugada daquele dia foi-lhe, impiedosamente, regado o rosto e corpo com óleo quente de cozinha, após tirar satisfações sobre a constante infidelidade de que era vítima por parte da mulher.

Os dois casaram-se há 10 anos. Todavia, de há tempos a esta parte, as traições da sua esposa, de nome Anifa, eram supostamente frequentes de tal sorte que deixavam até os vizinhos agastados.

A acusada esteve internada no Hospital Psiquiátrico de Infulene (HPI) mas já está detida para que possa responder pelo crime que pesa sobre si, disse Inácio Dina, porta-voz do Comando-Geral da Polícia da República de Moçambique (PRM), falando no habitual briefing à imprensa.

O acto abominável que tirou a vida a Rúben Matsombe, e com contornos de violência doméstica, antecedeu a um outro similar, que se deu 72 horas depois, na madrugada de 06 de Fevereiro, na cidade de Xai-Xai, província de Gaza. Um cidadão de 58 anos de idade, identificado pelo nome de Armando Dzimba, ateou fogo, intencionalmente, no quarto onde se encontrava a dormir com a esposa, por razões não desconhecidas.

O suposto homicida morreu a caminho do hospital, deixando a sua mulher, de 48 anos de idade, de nome de Celeste Muchanga, a lutar pela vida no maior hospital do país, onde transferida do Hospital Provincial de Xai-Xai (HPX).

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom