Faixa publicitária
Novo ataque contra comitiva de Dhlakama no centro de Moçambique
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Destaques - Newsflash
Escrito por Lusa  em 25 Setembro 2015 (Actualizado em 10 Março 2018)
Share/Save/Bookmark

O líder do partido Renamo, Afonso Dhlakama, disse nesta sexta-feira à agência Lusa que escapou ileso a um novo ataque em menos de duas semanas na província de Manica, centro de Moçambique. Testemunhas relatam que houve troca de tiros durante cerca de uma hora entre a guarda do presidente da Renamo e atacantes não identificados fortemente armados.

O ataque ocorreu no princípio da tarde, no dia em que Moçambique comemora o Dia das Forças Armadas, na Estrada Nacional 6 (EN6) em Zimpinga, distrito de Gondola, quando a comitiva do partido Renamo seguia para Nampula, segundo o presidente do partido, que falava no local do incidente.

Dhlakama mencionou que três dos seus guardas foram feridos, mas o jornalista da Lusa que se dirigiu para o local observou pelo menos nove mortos, entre os quais dois homens com uniformes da Renamo.

No local, estava também um "chapa" (carrinha de transporte semipúblico) acidentado, cujo motorista morreu, bem como alguns dos passageiros.

Comentários   

 
+1 #1 Rodrigues 26-09-2015 08:41
Meus amigos eu penso que abrir as vistas eu já não entendo doque está acontecer no meu país já clamamos repudiamos e pedimos e até marchamos, mas isso não foi suficiente, agora além da renamo Ja tem outros bandidos armados que ataca dlhakama minha pergunta é oque está ser feito para garantir ordem e tranquilidade no país porque são bandidos não é o fir como vinhamos a pensar? Ajudem me esclarecer isto.
Citar
 

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 33
FracoBom