Faixa publicitária
Pai tenta vender filho albino em Gaza
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Destaques - Newsflash
Escrito por Redação  em 03 Setembro 2015
Share/Save/Bookmark

Um cidadão encontra-se a contas com a Polícia da República de Moçambique (PRM) na província de Gaza, acusado de tentar vender o próprio filho de 10 anos de idade, com albinismo, e simulou o desaparecimento do mesmo. O processo-crime contra o visado, cujo nome não foi revelado, está a seguir os trâmites legais para que ele possa responder em juízo.

Consta que o progenitor fez desaparecer a criança e manteve-a num esconderijo à espera de compradores, com os quais ele já tinha estabelecido contactos para o efeito. Dias depois, ao aperceber-se de que os clientes nunca mais manifestavam interesse, o indiciado dirigiu-se ao Posto Policial da Praia de Bilene, em Gaza, para alertar à Polícia sobre um hipotético desaparecimento do filho.

Jeremias Langa, porta-voz da PRM em Gaza, disse à Rádio Moçambique que uma investigação culminou com a localização do menor, que revelou ter sido o próprio pai a levá-lo ao referido esconderijo.

Refira-se que o Executivo moçambicano anunciou na terça-feira (01), no fim da 30ª Sessão do Conselho de Ministros, a criação de um grupo multissectorial de trabalho, liderado pelo Ministério da Justiça, Assuntos Constitucionais e Religiosos, com vista a encontrar medidas de protecção a pessoas com uma anomalia orgânica caracterizada por ausência ou grande falta de pigmento na pele nos olhos, nos pêlos e no cabelo, um problema que tende a ser notório na província de Nampula, onde dos oito casos já registados este ano pelo menos duas pessoas morreram.

Comentários   

 
0 #1 Jose Manuel 03-09-2015 16:20
Safadoooo.
Citar
 

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 2
FracoBom