Faixa publicitária
Burladores vêem o sol aos quadradinhos na BO
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Destaques - Newsflash
Escrito por Intasse Sitoe  em 01 Setembro 2014
Share/Save/Bookmark

Quatro indivíduos que respondem pelos nomes de Dinis, Acácio, Tamela e Mboa, com idades compreendidas entre 24 a 38 anos, encontram-se detidos na Cadeia de Máxima Segurança, vulgo BO, no posto administrativo de Infulene, município da Matola, indiciados de burlar 300 mil meticais a uma cidadã, entre 25 e 31 de Agosto último, na capital moçambicana.

Segundo Orlando Mudumane, porta-voz do Comando da Polícia da República de Moçambique (PRM) na cidade de Maputo, a quadrilha trabalhava em conexão com dois indivíduos identificados pelos nomes de Octávio e Milo, de 33 e 38 anos de idade, que estão a cumprir pena de pena prisão, há mais de dois anos, naquela penitenciária, também por defraudação.

Os visados foram transferidos para a Cadeia de Máxima Segurança sem terem sido apresentados a nenhuma estância jurídica o efeito. Consta que os supostos ladrões passaram um cheque sem fundos à cidadã em causa, que vendia a viatura.

Para Mudumane, o bando ora detido dedicava-se a esta há bastante tempo e preocupa o facto de os cabecilhas do acto puderem protagonizar roubos de burlas mesmo estando na cadeia. “Diligências estão em curso no sentido de continuar a caçar os larápios que arruínam as poupanças de cidadãos”.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 2
FracoBom