Faixa publicitária
Três supostos raptores de um albino estão detidos em Nampula
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Destaques - Newsflash
Escrito por Redação Nampula  em 19 Setembro 2013
Share/Save/Bookmark

Macário Fonseca, da Igreja Evangélica de Cristo de Moçambique, Enoque João, comerciante, e Luís Boavida, médico tradicional, todos residentes no distrito de Mecubúri, na província de Nampula, estão a contas com a Polícia da República de Moçambique (PRM), desde esta quarta-feira (18), acusados de raptar um albino, menor de idade, no dia 26 de Agosto passado, numa escola.

A vítima, que responde pelo nome de Faiz Rui Morais, foi interpelada à saída da Escola Primária 7 de Setembro, sita no bairro de Mutawanha, arredores da cidade de Nampula, onde frequenta a 5ª classe.

De acordo com Miguel Bartolomeu, porta-voz da PRM em Nampula, o petiz teria sido aliciado com valores monetários e de seguida levado a Mecubúri. A sua localização foi graças à denúncia de pessoas que estranharam a presença do menor na residência de um dos detidos.

Depois das buscas, a criança foi localizada no povoado de Tocolo, no posto administrativo de Muiti, onde era feito refém. O local fica a 60 quilómetros da vila sede do distrito de Mecubúri. Felizmente, Faiz Rui Morais já está com a família depois de 25 dias fora de casa.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom