GCCC investiga investimentos “milionários” de Nini Satar PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Destaques - Nacional
Escrito por Luís Nhachote   
Quinta, 03 Julho 2014 16:05

Na sequência do artigo publicado pelo @Verdade, na edição antepassada, em que trouxemos a público uma série de investimentos detidos por Nini Satar no estrageiro, o Gabinete Central de Combate à Corrupção (GCCC) foi ouvi-lo em audição na passada sexta-feira na cadeia de máxima segurança, vulgo B.O. O GCCC é uma unidade subordinada à Procuradoria-Geral da República (PGR) que se dedica à investigação de crimes de corrupção, como o nome sugere. Uma das formas de manifestação da corrupção é o branqueamento de capitais, daí a preocupação da PGR em querer saber onde aquele recluso arranjou tanto dinheiro no período que vai de 1996 (ano da fraude no defundo BCM) até 2009. Será que a PGR vai conseguir apresentar respostas?

Continuar...
 
Quem se segue depois de Ayoob Satar? PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Destaques - Nacional
Escrito por Luís Nhachote   
Quinta, 03 Julho 2014 15:11

O assasinato de Ayoob Satar, na quarta-feira (02), em Karachi, capital paquistanesa, levanta uma série de questionamentos sobre o fim dramático que alguns cidadãos condenados no “Caso Carlos Cardoso”.

Continuar...
 
Camponeses de Mutuali agastados com o sector da Agricultura PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Destaques - Nacional
Escrito por Redação Nampula   
Quinta, 03 Julho 2014 13:09

A produção de hortícolas no posto administrativo de Mutuali, no distrito de Malema, na província de Nampula, está comprometida devido ao facto de os Serviços Provinciais da Agricultura terem distribuído sementes de couve, de tomate, de pimento, de cebola, de cenoura e de repolho, supostamente deterioradas, que não germinaram depois de lançadas à terra.

Continuar...
 
“Mesmo chorando ele não me largava”, relatou uma criança estuprada na Zambézia PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Destaques - Nacional
Escrito por Sebastião Paulino   
Quinta, 26 Junho 2014 17:02

“Na casa vizinha vivia um senhor que sempre que a minha tia fosse à machamba me chamava para passar refeições na sua casa e depois levava-me para o seu quarto (...) não me lembro quantas vezes ele me obrigou a manter relações sexuais com ele e dizia que eu não podia contar nada à minha tia nem a nenhuma outra pessoa (...)”, desabafou ao @Verdade uma criança de seis anos de idade abusada sexualmente, em 2013, por um cidadão até hoje não identificado, no bairro de Moutinho, no município da Maganja da Costa, na província da Zambézia. Desde essa data, a miúda ainda não foi submetida a exames médicos e queixa-se de vários problemas de saúde.

Continuar...
 
Licungo: o refúgio da população de Mocuba PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Destaques - Nacional
Escrito por Redação Centro/ Norte   
Quinta, 26 Junho 2014 16:54

Na cidade de Mocuba, o acesso a água potável continua uma autêntica dor de cabeça para os habitantes. A urbe é um dos poucos pontos do território moçambicano serpenteados pelas grandes correntes de água doce às quais a população recorre para lavar a roupa e a loiça, tomar banho e ainda encher algumas vasilhas com vista a confeccionar alimentos nas suas casas. Entretanto, para o efeito, as raparigas, sobretudo, percorrem quilómetros para alcançarem o rio Licungo e os seus afluentes, a principal alternativa da população, e ignoram o perigo a que estão expostas devido à presença de crododilos.

Continuar...
 
Jovem é espancado e queimado vivo na Matola PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Destaques - Nacional
Escrito por Reginaldo Mangue   
Quinta, 26 Junho 2014 16:28

Rafael Matsinhe, de 35 anos de idade, foi queimado vivo e escapou da morte por um triz na sequência de uma tentativa de linchamento protagonizada por um grupo de cidadãos, supostamente por ter sido confundido com um larápio, na madrugada do 13 de Junho, no bairro de Intaca, no município da Matola, numa altura em que acabava de sair da casa de um vizinho em direcção ao seu domicílio, sito na mesma zona. O episódio registou-se pouco tempo depois de a vítima ter assistido a um dos jogos do “Mundial” 2014, que decorre no Brasil.

Continuar...
 
Maguanza: onde a vida está estagnada PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Destaques - Nacional
Escrito por Reginaldo Mangue   
Quinta, 26 Junho 2014 16:19

A localidade de Maguanza, no posto administrativo de Moamba-sede, na província de Maputo, é um dos testemunhos de que o fosso entre os ricos e os pobres prevalece no país, mormente nas zonas onde até a buzina de uma motorizada ainda é um luxo. A penúria dos habitantes daquela parcela de Moçambique consiste na falta de um pouco de tudo, desde água e luz, passando pelos estabelecimentos de ensino e das unidades sanitárias, até desembocar na falta de meios de transporte. Aquela é uma circunscrição geográfica como outras várias esquecidas pelas autoridades no que diz respeito à construção de infra-estruturas e provimento de meios básicos para a sobrevivência de um ser humano.

Continuar...
 
<< Início < Anterior 101 102 103 104 Seguinte > Final >>

Pág. 102 de 104
  • CIDADÃO REPORTA:
    No distrito de Meconta-provincia de Nampula em Mocambique, na xcola secundaria de Namialo, os professores, nao recebem suas horas extras ha 1 ano e um mes e saindo algum colectivo da xcola a direcao provincial das financas, dizem terem pago os ordenados e por sua vez o director distrital dizia que nao houve nenhum despacho e neste momento estao paralizadas as aulas!
  • CIDADÃO REPORTA:
    estou num fematro que sai da baixa para Albazine, o motorista acelera demais toda gente que se encontra aqui esta reclamando (escesso de velocidade) em Maputo.
  • CIDADÃO Pedro B. Langa REPORTA:
    Pedro B. Langa, Maputo. Enquato nao tivermos a coragem de ariscar em eleger o outro partido para governar o pais, vamos continuar a sofrer humilhacoes da Frelimo onde um tem 5 4x4 e o pobre nao sabe o que vai comer durante o dia. Nhancale o verdadeiro xiconhoca
  • CIDADÃO Leo REPORTA:
    está um corpo de uma mulher sem vida atrás do prédio onde vivo, vi o corpo por volta das 8 horas e até agora não vieram remover o corpo, a vizinhança já sabe disso comunicaram a policia e simplesmente vieram tapar o corpo com uma capulana e foram embora. O corpo,está na parte de trás de um prédio no bairro do Jardim, em Maputo, rua do jardim próximo a ponte da av. de Moçambique defronte a av. Joaquim Chissano.
Quer receber a nossa Newsletter diária com artigos escolhidos pelo editor no seu INBOX?
http://www.Auto-Doc.PT
 

@Verdade Newsletter

Quer receber diariamente no seu email a nossa edição em formato PDF? Preencha o seguinte formulário:
Irá receber um email com uma ligação para confirmar a sua subscrição. Caso não visualize o email no seu inbox confira na caixa spam.