Liga dos Direitos da Criança promove educação sexual na Maganja da Costa PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Destaques - Nacional
Escrito por Redação Centro/ Norte   
Quinta, 10 Julho 2014 10:07

A Liga dos Direitos da Criança (LDC), uma organização não-governamental que actua na área de promoção dos direitos de petizes no distrito da Maganja da Costa, na província da Zambézia, está, desde o primeiro trimestre do ano em curso, a criar núcleos de retenção de alunos nas escolas e a disseminar campanhas de educação sexual e aconselhamento de raparigas de modo a evitar que elas se casem precocemente.

Continuar...
 
Desconhecidos violam mulher até à morte em Maputo PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Destaques - Nacional
Escrito por Intasse Sitoe   
Quarta, 09 Julho 2014 16:59

Uma cidadã cuja identidade não apurámos foi encontrada sem vida na manhã desta quarta-feira (09) junto à linha férrea dos Caminhos-de-Ferro de Moçambique (CFM), no bairro do Aeroporto, próximo à 11ª esquadra, na capital moçambicana. A vítima apresentava sinais de ter sido violada sexualmente, pois estava sem parte da sua roupa e cheia de sangue.

Continuar...
 
Maxixe entre o desenvolvimento e a guerra das casas PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Destaques - Nacional
Escrito por Alexandre Chaúque   
Quinta, 03 Julho 2014 16:43

Esta cidade continua a ser um entreposto do diabo. Há uma luta diária e titânica pela sobrevivência, que atinge níveis de alta intensidade num lugar permeável ao crime que floresce por Maxixe ser um corredor de economia vital. Há construções que se erguem por todo o lado a um ritmo alucinante, muitas delas sem obedecerem a normas estabelecidas pelas autoridades, como é o caso de um prédio de dois andares que vai ser demolido já numa fase bastante adiantada. Subjazem ainda litígios com acusações de um munícipe que indica o tribunal como sendo um covil de criminosos, que actuam de forma obscura para sentenciar com parcialidade. Mas não é tudo. Maxixe é uma cidade de desordem pública, onde as ruas são, absolutamente, ou quase completamente, ocupadas por vendedores ambulantes que não respeitam a nada.

Continuar...
 
Poluição sonora perturba o descanso dos munícipes em Maputo PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Destaques - Nacional
Escrito por Reginaldo Mangue   
Quinta, 03 Julho 2014 16:36

Os citadinos que vivem nas proximidades do campo do Grupo Desportivo de Maputo, na capital moçambicana, queixam-se de grande perturbação devida à poluição sonora decorrente dos espectáculos que são promovidos aos fins-de-semana naquele espaço que já não se destina apenas ao desporto. O ruído que se propaga a partir daquele local é de tal sorte que interfere na comunicação, e perturba o sono e o descanso dos moradores, segundo os lesados. É assim, também, no bairro do Aeroporto “B”, onde a edilidade é acusada de não dar conta do recado, apesar das várias denúncias feitas.

Continuar...
 
Sucataria indesejável na cidade de Inhambane PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Destaques - Nacional
Escrito por Alexandre Chaúque   
Quinta, 03 Julho 2014 16:32

Chegou-se ao ponto de saturação. Os moradores do bairro Chalambe II, na cidade de Inhambane, exigem a remoção de uma sucataria instalada num dos pontos daquela zona residencial, pelo facto de este amontoado de ferro e outros metais estar a constituir, para além de problemas ambientais, um perigo à vida das pessoas por ser, também, um abrigo de marginais. Barros, proprietário dos desperdícios recicláveis, já foi por diversas vezes intimado pelas autoridades a retirar os objectos, mas nunca deu conta do recado. E, agora, depois de tanta paciência, os habitantes locais pedem uma mão mais forte por parte da edilidade.

Continuar...
 
GCCC investiga investimentos “milionários” de Nini Satar PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Destaques - Nacional
Escrito por Luís Nhachote   
Quinta, 03 Julho 2014 16:05

Na sequência do artigo publicado pelo @Verdade, na edição antepassada, em que trouxemos a público uma série de investimentos detidos por Nini Satar no estrageiro, o Gabinete Central de Combate à Corrupção (GCCC) foi ouvi-lo em audição na passada sexta-feira na cadeia de máxima segurança, vulgo B.O. O GCCC é uma unidade subordinada à Procuradoria-Geral da República (PGR) que se dedica à investigação de crimes de corrupção, como o nome sugere. Uma das formas de manifestação da corrupção é o branqueamento de capitais, daí a preocupação da PGR em querer saber onde aquele recluso arranjou tanto dinheiro no período que vai de 1996 (ano da fraude no defundo BCM) até 2009. Será que a PGR vai conseguir apresentar respostas?

Continuar...
 
Quem se segue depois de Ayoob Satar? PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Destaques - Nacional
Escrito por Luís Nhachote   
Quinta, 03 Julho 2014 15:11

O assasinato de Ayoob Satar, na quarta-feira (02), em Karachi, capital paquistanesa, levanta uma série de questionamentos sobre o fim dramático que alguns cidadãos condenados no “Caso Carlos Cardoso”.

Continuar...
 
<< Início < Anterior 81 82 83 84 85 86 87 88 89 90 Seguinte > Final >>

Pág. 89 de 92
  • CIDADÃO REPORTA:
    No distrito de Meconta-provincia de Nampula em Mocambique, na xcola secundaria de Namialo, os professores, nao recebem suas horas extras ha 1 ano e um mes e saindo algum colectivo da xcola a direcao provincial das financas, dizem terem pago os ordenados e por sua vez o director distrital dizia que nao houve nenhum despacho e neste momento estao paralizadas as aulas!
  • CIDADÃO REPORTA:
    estou num fematro que sai da baixa para Albazine, o motorista acelera demais toda gente que se encontra aqui esta reclamando (escesso de velocidade) em Maputo.
  • CIDADÃO Pedro B. Langa REPORTA:
    Pedro B. Langa, Maputo. Enquato nao tivermos a coragem de ariscar em eleger o outro partido para governar o pais, vamos continuar a sofrer humilhacoes da Frelimo onde um tem 5 4x4 e o pobre nao sabe o que vai comer durante o dia. Nhancale o verdadeiro xiconhoca
  • CIDADÃO Leo REPORTA:
    está um corpo de uma mulher sem vida atrás do prédio onde vivo, vi o corpo por volta das 8 horas e até agora não vieram remover o corpo, a vizinhança já sabe disso comunicaram a policia e simplesmente vieram tapar o corpo com uma capulana e foram embora. O corpo,está na parte de trás de um prédio no bairro do Jardim, em Maputo, rua do jardim próximo a ponte da av. de Moçambique defronte a av. Joaquim Chissano.
Quer receber a nossa Newsletter diária com artigos escolhidos pelo editor no seu INBOX?
@Verdade
 

@Verdade Newsletter

Quer receber diariamente no seu email a nossa edição em formato PDF? Preencha o seguinte formulário:
Irá receber um email com uma ligação para confirmar a sua subscrição. Caso não visualize o email no seu inbox confira na caixa spam.