Faixa publicitária
19 testados ao novo coronavírus deram negativo em Moçambique; aumenta transmissão local na RSA
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Destaques - Nacional
Escrito por Adérito Caldeira  em 18 Março 2020
Share/Save/Bookmark

Organização Mundial da SaúdeMais sete casos suspeitos de Covid-19 foram testados em Moçambique e, tal como os anteriores 12, tiveram resultado negativo. Entretanto na África do Sul foram registados 23 novos doentes com o novo coronavírus, oito dos quais foram infectados localmente. No mundo são quase 180 mil os casos cumulativos que resultaram em 7.426 óbitos.

O Ministério da Saúde revelou ao @Verdade que mais sete casos suspeitos de coronavírus foram testados e deram resultado negativo, elevando para 19 os indivíduos testados até esta segunda-feira (16) no nosso país.

Os testes foram efectuados a um adolescente e seis cidadãos adultos, com idades superiores a 50 anos. Os novos casos suspeitos testados foram identificados na Cidade de Maputo e na Província de Sofala e são viajantes provenientes de países com transmissão local significativa.

Na África do Sul as autoridades actualizaram para 85 o número de doentes (os 23 novos casos foram registados nas províncias de Gauteng, Mpumalanga, KwaZulu-Natal e Western Cape), nove dos quais foram infectados através de contacto no país vizinho. Um cruzeiro com mais de mil viajantes foi impedido de entrar no porto da Cidade do Cabo depois de ter sido confirmada a existência de um doente com Covid-19.

Dentre várias medidas para impedir a propagação da pandemia o Governo de Cyril Ramaphosa planeia encerrar mais postos fronteiriços, um deles deverá ser o de Lebombo com Moçambique.

Embora no sábado (14) o Presidente Filipe Nyusi tenha anunciado a “quarentena obrigatória de 14 dias a todos os cidadãos provenientes de países com transmissão activa considerável” os viajantes, estrangeiros ou moçambicanos, provenientes da África do Sul, Eswatini ou Tanzânia não estão abrangidos pela medida, portanto passando pelo rastreio fronteiriço podem entrar livremente em Moçambique.

Apenas estão obrigados a quarentena domiciliar obrigatória no nosso país os cidadãos que sejam provenientes, ou tenham estado nos últimos dias, na China, Itália, Irão, Coreia do Sul, Alemanha, França, Espanha, Suíça, Dinamarca, Estados Unidos da América, Reino Unido, Reino dos Países Baixos, Grécia, Suécia, Noruega e Portugal.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom