Faixa publicitária
Depois das eleições vem os aumentos... primeiro das Portagens de Maputo e da Moamba
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Destaques - Economia
Escrito por Redação  em 23 Janeiro 2020
Share/Save/Bookmark

Passada mais um ciclo eleitoral, e enquanto o futuro melhor não chega, os moçambicanos são obrigados a apertar ainda mais os cintos porque o custo de vida vai aumentar. No próximo dia 1 de Fevereiro as Portagens de Maputo e da Moamba aumentam entre 4,5 e os 15 por cento, brevemente devem ser revistos os preços dos combustíveis, energia, água...

“Avisa-se ao público em geral, aos utentes da N4 em particular, que nos termos do contracto de concessão da N4, (estrada Maputo – Tshwane), está previsto o ajustamento das tarifas de portagem quando estas encontrarem-se desactualizadas, mostrando – se insusceptíveis de cobrir as despesas de manutenção e desde que se verifiquem os requisitos exigidos para o efeito”, indica um comunicado da Trans African Concessions (TRAC) recebido nesta quinta-feira (23) pelo @Verdade que refere ainda que o último ajustamento das tarifas aconteceu em 2017.

O aumento percentual mais alto, 15 por cento, vai afectar a maioria dos utentes da N4, os cidadãos que conduzem carros ligeiros e todos os dias têm de passar pelo menos duas vezes pela Portagem de Maputo.

O aumento percentual mais baixo, 4,5 por cento, é para os camiões normais na Portagem da Moamba.

Parceria Público-Privada que não paga impostos

O @Verdade apurou que a concessão da estrada que liga a capital moçambicana e a cidade de Witbank na África do Sul é uma das mais antigas Parcerias Público-Privadas em Moçambique no entanto tem gerado mais dividendos para os investidores do que para o nosso Estado.

De acordo com as Contas Gerais do Estado dos últimos três exercícios fiscais a concessionário pagou 0 em dividendos ao Estado assim como não pagou nada pela taxa de concessão.

São accionistas da TRAC, além dos investidores sul-africanos, a Sociedade de Desenvolvimento do Corredor do Maputo, SARL, uma sociedade anónima que agrega as estatais EMOSE, TDM, CFM, EDM, PETROMOC, Aeroportos de Moçambique e a Sociedade de Controlo e Gestão de Participações.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom