Faixa publicitária
Mais dez escolas básicas transformadas em institutos de formação profissional em Moçambique
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
CAMPUS - Soltas
Escrito por Adérito Caldeira  em 16 Janeiro 2020
Share/Save/Bookmark

O Ministério da Ciência e Tecnologia, Ensino Superior e Técnico-Profissional (MCTESTP) transformou mais dez escolas básicas em institutos de formação profissional na sequência da entrada da nova Lei do Sistema Nacional de Educação em Moçambique.

Tratam-se da Escola Industrial de Matundo (na Província de Tete), da Escola Profissional Dom Bosco (na Província de Tete), da Escola Industrial e Comercial Estrala do Mar de Inhassoro (na Província de Inhambane), da Escola Industrial de Carapira (na Província de Nampula), da Escola Profissional São Francisco de Assis (na Província de Maputo), do Instituto Agro-Industrial de Salamanga (na Província de Maputo) e da Escola Comercial Mártires de Wiriamo (na Província de Tete)que foram elevados de categoria passando desde o passado dia 13 de Dezembro a poder leccionar o ensino médio.

A Escola Agrária de Chidzolomondo, na Província de Tete, foi elevado para a categoria de instituto e adoptou a designação de Instituto Médio Agrário de Chidzolomondo.

Também foi transformado em instituto a Escola Profissional do Songo, na Província de Tete, que passa a denominar-se Instituto Médio Industrial de Cahora Bassa.

O @Verdade apurou ainda que a Escola Familiar Agrária de Milevane, localizada na Província da Zambézia, foi elevada de categoria e passou a ser designado de Instituto Agro Pecuário Família de Milevane.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 1
FracoBom