Faixa publicitária
Visita Apostólica: Papa Francisco vai ter liturgia cantada e dançada por 1.800 pessoas em Moçambique
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Destaques - Nacional
Escrito por Adérito Caldeira  em 02 Setembro 2019
Share/Save/Bookmark

Foto de Adérito CaldeiraA liturgia que será apresentada durante a Santa Missa, na próxima sexta-feira (06), onde o Papa Francisco fará a sua Homilia, será cantada e dançada por 1.800 pessoas, além disso, Dom António Juliasse revelou ao @Verdade que “nós fizemos questão de ter presente nas liturgias as línguas que, para além do português, representam a realidade moçambicana”.

Embora seja a segunda visita que realiza ao continente africano o Papa Francisco poderá ser surpreendido na Cidade de Maputo pela forma como os crentes vão realizar o culto agendado para as 10 horas no estádio nacional do Zimpeto. “A nossa liturgia terá aquilo que é universal e aquilo que é específico da nossa cultura, nós fizemos questão de ter presente nas liturgias as línguas que, para além do português, representam a realidade moçambicana”, revelou ao @Verdade o coordenador da Visita Apostólica, Dom António Juliasse.

Em entrevista exclusiva o Bispo Auxiliar de Maputo partilhou que “ao nível de instrumentos, além da guitarra, piano e outros modernos, temos a timbila, o xiquissi e outros instrumentos tradicionais. Na dança litúrgica, diferente de outras realidades, a Missa vai ser dançada por 400 pessoas, é a expressão de louvor a Deus com o próprio corpo, aqui em África a nossa expressão vai para além da expressão verbal, existe a expressão corporal”.

Dom António Juliasse detalhou que o coro litúrgico será “feito por aproximadamente 1200 pessoas, os dançarinos são cerca de 400 que estão a preparar-se”.

Foto de Adérito CaldeiraFoto de Adérito Caldeira

O coordenador da Visita Apostólica revelou ainda ao @Verdade que mais de 3 mil moçambicanos estão envolvidos nos preparativos, só do lado da Igreja. Para além dos membros da liturgia “temos acólitos que já são 200, temos ministros de comunhão que são 400, que irão ajudar os sacerdotes a darem a sagrada comunhão, e temos 1100 voluntários que estão a preparar-se”.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 1
FracoBom