Faixa publicitária
Nyusi tira “capim comprido” do Instituto Nacional de Estatística
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Destaques - Nacional
Escrito por Redação  em 27 Agosto 2019
Share/Save/Bookmark

O Presidente Filipe Nyusi exonerou nesta terça-feira (27) Rosário Bernardo Francisco Fernandes do cargo de presidente do Instituto Nacional de Estatística (INE), cumprindo o seu aviso e de tirar o “capim comprido, que está a crescer sozinho”.

No seguimento da posição do INE de contrariar o número de cidadãos inscritos durante o Recenseamento Eleitoral na Província de Gaza o Presidente da República manifestou, no passado dia 16, o seu descontentamento com a liderança de Rosário Fernandes: “Não é possível haver estatísticas da sede do Ministério e estatísticas do Instituto Nacional diferentes, não é possível, significa que não há trabalho. E nós nem queremos estrelas aqui, nós queremos o Ministério estrela, não queremos sectores estrelas individualmente”.

“Por que se você quer ser estrela não há-de ser uma estrela só, o meu pai dizia uma coisa, que lhe tenha o Deus lá, de que numa machamba o capim que cresce mais sozinho é fácil o dono quando chega esse tira com mão, agora aqueles que estão juntos não consegue tirar tudo porque não viu, hão-de ser tirados como capim comprido, que está a crescer sozinho”, avisou Nyusi no discurso que efectuou durante a inauguração das novas instalações do Ministério da Economia e Finanças.

O semanário SAVANA revelou que Fernandes não gostou do aviso do Chefe de Estado e colocou o seu lugar à disposição.

Um dos fundadores da Autoridade Tributária de Moçambique, de onde foi exonerado do cargo de presidente em Setembro de 2015, Rosário Fernandes dirigia Instituto Nacional de Estatística desde Junho de 2016.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 3
FracoBom