Faixa publicitária
Dólares, Rands, Yuans e Ouro constituem Reservas Internacionais de Moçambique
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Destaques - Economia
Escrito por Adérito Caldeira  em 20 Junho 2019
Share/Save/Bookmark

As Reservas Internacionais Líquidas (RILs) de Moçambique são constituídas maioritariamente por Dólares norte-americanos, Rands, Yuans e Ouro. O Banco de Moçambique (BM) explicou ao @Verdade “a constituição de reservas externas na moeda chinesa está também em linha com o processo de internacionalização desta moeda”.

Cerca de 64 por cento das Reservas Internacionais Líquidas do nosso país são constituídas em Dólares norte-americanos, 12 por cento são Rands, 10 por cento são Yuans, 6 por cento é Ouro, 4 por cento são Dólares da Nova Zelândia, 2 por cento são Dólares da Austrália, 1 por cento são Libras do Reino Unido e o 1 por cento remanescente é composto por Euros , Francos Suíços, Coroas da Suécia, Coroas da Noruega, Dólares do Canadá, Ienes do Japão e também Wons da Coreia do Sul.

O banco central explicou ao @Verdade que as RILS, avaliadas nesta altura em 3,1 biliões de Dólares norte-americanos, são em parte constituídas em yuans pela “necessidade de observância do princípio adoptado internacionalmente (boas práticas) de Alocação de Activos de reserva de um país com base na estrutura dos seus passivos”.

“Como é sabido Moçambique possui passivos para com a China decorrentes da necessidade de pagamentos de importações e dívida externa. Importa referir ainda que a constituição de reservas externas na moeda chinesa, está também em linha com o processo de internacionalização desta moeda e com a inclusão do RMB (Renminb) no basket (cabaz) de moedas do SDR (direitos especiais de saque do FMI)”, esclareceu ainda o BM ao @Verdade.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom