Faixa publicitária
Criada Zona Económica Especial de Ute para dinamizar economia da mais pobre Província de Moçambique
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Destaques - Economia
Escrito por Adérito Caldeira  em 26 Abril 2019
Share/Save/Bookmark

O Governo formalizou a Zona Económica Especial (ZEE) de Ute onde serão implantados um Porto seco e criado de um parque industrial para o processamento da matéria-prima agrícola e florestal no âmbito da dinamização da mais pobre Província de Moçambique.

Localizada nas proximidades da capital da Província do Niassa, atravessada pela linha férrea que liga a Cidade de Lichinga ao Porto de Nacala e pela estrada N14 que permite chegar ao Porto de Pemba vai nascer na povoação de Ute, no Distrito de Chimbunila, uma nova Zona Económica Especial que se propõe a atrair investimentos directos nacionais e estrangeiros para desenvolver rapidamente a mais pobre região do nosso país.

Pobre em desenvolvimento económico mas rica em terras férteis para prática de agricultura e desenvolvimento florestal é expectativa do Governo que a ZEE de Ute sirva de “plataforma logística de movimentação, armazenamento de mercadorias de e para destinos diversos, e na criação de um parque industrial, como alicerce para o processamento da matéria-prima agrícola e florestal e, fornecimento de produtos acabados para a cadeia logística viabilizando assim o porto seco, com uma área de 681 hectares”, explicou ao @Verdade a Agência Para a Promoção de Investimento e Exportações (APIEX).

De acordo com a APIEX serão edificados na nova Zona Económica Especial, formalizada através do Decreto nº 11/2019, de 27 de Fevereiro, uma central fotovoltáica com capacidade de 30MegaWatts, uma central elétrica que use biomassa, um sistema de abastecimento de água, um terminal de contentores e de camiões, acompanhado de serviços de empacotamento e desempacotamento de mercadorias e está também prevista a asfaltagem da estrada Ute-Ntoto.

Estas infra-estruturas permitirão, segundo a APIEX, a implantação de uma fábrica de processamento de madeira e seus derivados (produção de papel e outros), uma outra unidade de produção e processamento de frutas (maçã, uva, morango, litchia, kiwi, pera e manga), um indústria de produção e processamento de sementes melhoradas, uma unidade de produção e processamento de cereais (Girassol, Soja e Amendoim), e ainda uma fábrica de refinação de óleo ( Trigo, Milho e arroz).

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom