Faixa publicitária
Presidente Nyusi exonerou Chefe do Estado-Maior General das FADM, director-geral do SISE e Comandante-Geral da PRM
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Destaques - Nacional
Escrito por Adérito Caldeira  em 25 Outubro 2017
Share/Save/Bookmark

O Presidente Filipe Nyusi exonerou nesta terça-feira(24), em despachos separados, Graça Tomás Chongo do cargo de Chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas de Defesa de Moçambique (FADM), Lagos Henriques Lidimo do cargo de director-geral do Serviço de Informação e Segurança do Estado(SISE), e também Júlio dos Santos Jane do cargo de Comandante-Geral da Polícia da República de Moçambique(PRM).

A Presidência da República não apresentou nenhum motivo para as exonerações, como é prática habitual, porém o @Verdade sabe que a idade e questões de saúde terão pesado na decisão de exonerar Graça Chongo e Lagos Lidimo.

Chongo, General do Exército, ocupava o cargo desde Junho de 2013 e havia sido nomeado pelo então Presidente Armando Guebuza.

General na Reserva, Lidimo, esteve à frente do SISE menos de nove meses, havia sido nomeado a 30 de Janeiro passado.

Militar de carreira Jane comandava os destinos da PRM desde Março de 2016 e foi ainda nesta terça-feira nomeado, noutro despacho do Chefe de Estado moçambicano, para dirigir os Serviço de Informação e Segurança do Estado.

Recorde-se que o SISE está envolvido na “arquitectura” e contratação das dívidas inconstitucionais e ilegais das empresas Proindicus, EMATUM e MAM, e que precipitaram a crise económica e financeira que o nosso País está mergulhado.

Note-se que a Polícia da República de Moçambique está, enquanto não é indicado um novo Comandante, sem comando pois faleceu recentemente, vítima de doença, o seu vice Comandante-Geral, José Weng San.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 2
FracoBom