Faixa publicitária
Malfeitores raptam e esquartejam cidadão com albinismo em Larde
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Destaques - Nacional
Escrito por Leonardo Gasolina  em 22 Setembro 2015
Share/Save/Bookmark

Um profissional da Saúde com albinismo, afecto ao Centro de Saúde de Topuito, no distrito de Larde, província de Nampula, que em vida respondia pelo nome de Alfane António, foi raptado em pleno serviço e posteriormente esquartejado algures numa mata, por volta das 16h00 da última quinta-feira (17).

Em conexão com o caso, três indivíduos estão detidos. Os malfeitores separaram os membros superiores e inferiores do corpo da vítima e deixaram alguns pertences do finado, designadamente o telemóvel, no local do crime.

Na manhã do dia seguinte (sexta-feira), o cadáver de Alfane António foi encontrado em pedaços, os braços juntos num lugar, as pernas noutro sítio, e a cabeça e o tronco num saco abandonado numa mata.

As autoridades policiais que estiveram no lugar constataram que as outras partes do corpo do malogrado tinham desaparecido, e supõe-se que tenham sido levadas para fins de obscurantismo, uma tese constantemente avançada sempre que acontece este tipo de casos ou quando pessoas com ou sem problemas de pigmentação são traficadas, assassinadas e alguns dos seus órgãos extraídas.

Na situação em alusão, os supostos homicidas faziam-se transportar numa viatura cuja matrícula e outras particularidades não foram ainda identificadas. A vítima deixou uma viúva e dois filhos menores.

O @Verdade soube que António foi supostamente surpreendido pelos bandidos quando aguardava por um equipamento de trabalho que lhe seria entregue por um servente, para tratamento de um doente que acabava de dar entrada naquela unidade sanitária.

Sérgio Mourinho, porta-voz do Comando Provincial da Polícia da República de Moçambique (PRM) em Nampula, confirmou o incidente, tendo classificado o crime de hediondo. Em relação às pessoas presas por alegado envolvimento no homicídio, Mourinho disse que o processo-crime dos três acusados corre os trâmites legais.

Aliás, Mourinho acrescentou que este tipo de crime aconteceu, no passado, também em Malema e Ribáuè, onde mais de três pessoas com albinismo foram mortas.

O Procurador Provincial de Nampula disse há dias que tem em seu poder 19 processos relacionados com o tráfico de seres humanos, em particular de albinos, e já deteve 33 indivíduos em conexão com o caso. Constam um expediente que tem a ver com o rapto e morte de dois jovens com uma anomalia orgânica caracterizada por ausência ou grande falta de pigmento na pele, nos olhos, nos pêlos e no cabelo, no distrito de Malema, além de um adolescente que desapareceu misteriosamente do seio familiar em Ribáuè.

Cristóvão Mondlane, procurador provincial de Nampula que lidera a Task Force, um organismo criado para o combate ao tráfico de pessoas, em Agosto passado criticou a aparente inacção das autoridades no combate ao tráfico de albinos, e na semana passada voltou a manifestar preocupação em relação à falta de medidas arrojadas para salvaguardar a integridade física das vítimas. Para além de confirmar o rapto de pessoas com albinismo, a Task Force fala da existência de indivíduos que exumam campas para a extracção de ossadas de gente com as características anteriormente descritas, tendo indicado os distritos de Malema, Murrupula e Malema como os que mais casos registam. Contudo, ainda não são conhecidas as reais motivações dos protagonistas destes crimes, nem os rostos dos compradores de órgãos extraídos dos albinos, sobretudo, tão-pouco dos mandantes.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom