Faixa publicitária
Ministro da Defesa diz que Afonso Dlhakama merece protecção como qualquer cidadão
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Destaques - Nacional
Escrito por Redação  em 01 Novembro 2012
Share/Save/Bookmark

O Ministro da Defesa de Moçambique, Filipe Nhussi, disse, Terça-feira (29), em Maputo, na sua saída do Conselho De Ministros, que o líder da Renamo, Afonso Dlhakama, merece protecção como qualquer cidadão do país precisa.

Para Nhussi, o diálogo é a solução e no país há debates públicos sobre o desporto, discute-se publicamente a lei eleitoral, megaprojectos entre outros assuntos, então existem vários pontos de vista, sendo assim, no caso de Dhlakama também iremos privilegiar o diálogo.

Questionado se, de facto, o Governo moçambicano vai enviar uma equipa à Gorongosa para negociar com Afonso Dhlakama, Nhussi respondeu: “Neste caso não, porque a pessoa deve dizer o que pretende e, pelo que eu saiba, não há nenhum documento formal que assim o faça”.

Em relação ao suposto envio de mercenários à Gorongosa para matarem o líder da RENAMO, o Ministro da Defesa referiu que “o líder da RENAMO disse isso, como já falou muitas coisas. As forças armadas não estão para matar pessoas que dialogam e que produzem debates, porém, está previsto na Constituição da República que quem violar o território, por vias externas ou internas, as forças da defesa podem responder, mas até ao momento não há motivos para tal. Agora, se, de facto, Dlhakama sente-se ameaçado, deve ir às instituições próprias, como esquadras e fazer a devida notificação, por que ele é um moçambicano e merece protecção".

O titular da pasta da defesa informou que, até ao momento, não tem conhecimento de ter havido uma solicitação formal, por parte de RENAMO, a pedir um encontro com Guebuza, se existir, segundo avança Nhussi, o Presidente está aberto ao diálogo, tanto que já estiveram juntos em Nampula e trocaram números de telefone.

Comentários   

 
0 #1 Paulo Tiberio Saveca 01-11-2012 14:06
De facto, ha que se clarificar por parte do lider da Renamo Afonso Dlhakama o que realmente quer ao governo e a Frelimo em particular. O Pais eh vasto, tem muitos mocambicanos a trabalhar pelo desenvolvimento e luta a pobreza e estas ameacas perturbam estes actos dos mocambicanos. Ele nao se deve sentir ameacado pelas tropas que la estao pois ele proprio ao regressar para as matas ja eh ameacas a milhares de mocambicanos. Os tropas estao apenas para manter a Paz, Seguranca e Tranquilidade aos mocambicanos. Ha que repensar nos actos Sr Dlhakama!
Citar
 

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 3
FracoBom