Faixa publicitária
Mais de meia tonelada de droga apreendida em Inhambane
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Destaques - Nacional
Escrito por {ga=fchuquela}  em 28 Junho 2012
Share/Save/Bookmark

Cerca de 600 quilogramas de droga diversa foram apreendidos de 2011 a Março deste ano na província de Inhambane.

A cannabis sativa, mais conhecida por soruma, é o estupefaciente mais produzido e consumido em Inhambane, com mais de meia tonelada apreendida pelas autoridades policiais em toda a província.

Além de cannabis sativa, foram igualmente confiscadas consideráveis quantidades de haxixe, heroína e cocaína. O director do Gabinete Provincial de Prevenção e Combate à Droga em Inhambane, Calisto Alberto Tomo, disse que no mesmo período foram detidos 48 cidadãos dos quais oito foram condenados, acusados de tráfico e consumo ilegal da droga.

A maior parte do estupefaciente foi confiscada nas cidades de Inhambane e Maxixe, além dos distritos de Zavala, Jangamo, Morrombene, no sul e centro, respectivamente, e Vilankulo, no norte de Inhambane.

No primeiro trimestre deste ano 28 cidadãos tóxico-dependentes, dos quais três são do sexo feminino, foram notificados em diversas unidades de Saúde da província onde foram desintoxicados.

“Muitas pessoas tóxico-dependentes são jovens. Na sua maioria entram no mundo da droga partindo do consumo de álcool e cigarros. Mais tarde provam outros tipos. Em consequência disso, depois de algum tempo tornam-se dependentes e dificilmente afastam-se deste mal”, lamentou Calisto Aberto Tomo.

Falando por ocasião do dia internacional de luta contra a droga que se assinalou do passado dia 26 de Junho, Tomo explicou que a sua instituição e os parceiros estão a levar a cabo palestras visando a sensibilização das comunidades, com enfoque para os jovens para abandonarem a prática, pois, além de provocar doenças em alguns casos crónicos, constituem um estimulante para a prática de diversos crimes.

Ele recordou que as drogas, principalmente as injectáveis, constituem uma das formas de transmissão do vírus de HIV/SIDA que em Inhambane afecta maioritariamente adolescentes e jovens com idades compreendidas entre 15 e 30 anos.

“Temos feito trabalhos de sensibilização em todos os distritos com prioridade para os locais com maior concentração da população, como escolas e mercados. Este ano fizemos 30 palestras e capacitámos 130 activistas”, disse.

Em Inhames, as cerimónias alusivas à data tiveram lugar ontem na Escola Primária Completa de Indodo, no distrito de Jangamo.

No local foram feitas diversas demonstrações sobre o que as drogas representam para a saúde e para a sociedade em geral, numa cerimónia que marcou o ponto mais alto da semana de luta contra aqueles males sociais, que arrancou a 23 Junho e encerra hoje, 29 de Junho em todo o território nacional.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom