Faixa publicitária
Escola Secundária de Nampula sem nenhuma vaga para oitava classe
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Destaques - Nacional
Escrito por AIM  em 17 Janeiro 2012
Share/Save/Bookmark

A Escola Secundária de Nampula, o maior estabelecimento de ensino geral na região norte de Moçambique, não matriculou nenhum estudante da oitava classe para o presente ano lectivo, uma medida que, segundo as autoridades locais, visa reduzir a superlotação das turmas.

A directora provincial da Educação, em Nampula, Páscoa de Azevedo, disse que, com a redução da superlotação das turmas, pretende-se harmonizar o rácio alunos/ professor.

No ano passado, algumas turmas daquela escola chegaram a registar um rácio superior a 100 alunos/professor, algo inaceitável do ponto de vista pedagógico.

Com esta medida, as autoridades calculam que cada turma poderá ter um máximo de 65 alunos. Citada pelo jornal “O País” da Segunda-feira, Azevedo disse que os alunos que deveriam ter sido absorvidos pela Escola Secundária de Nampula foram encaminhados para outras duas escolas secundárias comunitárias, que funcionam ao nível da cidade de Nampula.

O processo de matrículas de novos ingressos terminou na Sexta-feira última em todo o país. Algumas escolas esgotaram as suas vagas logo nos primeiros dias (sobretudo as localizadas nas grandes cidades do país), enquanto que outras não conseguiram preencher todas as suas vagas.

Entretanto, em todo o país, cerca de 200 mil crianças em idade escolar não tiveram vagas nas escolas públicas, que também se debatem com o défice de professores.

Para o presente ano, as pouco mais de 12 mil escolas espalhadas por todo o país contarão com um universo de cerca de sete milhões de alunos assistidos por mais de 100 mil professores.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 0
FracoBom