Faixa publicitária
Professores denunciam violação das convenções da Organização Internacional do Trabalho e da UNESCO
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Destaques - Nacional
Escrito por Wamphula Fax  em 01 Agosto 2011

A Organização Nacional de Professores (ONP/SNPM) está preocupada com o que considera violação das convenções da Organização Internacional do Trabalho (OIT), facto que se traduz no atraso da aprovação da lei sobre o exercício do direito sindical na função pública no país.

Ao longo dos 30 anos, o nosso trabalho foi ensombrado por dificuldades caracterizadas pela fragilidade da nossa acção sindical e essa fragilidade deve-se, em grande medida, ao facto do sindicato ainda não ter sido legalmente constituído, embora saibamos que o nosso governo ratificou as Convenções da OIT sobre o exercício dos direitos sindicais pelos funcionários públicos, disse, sexta-feira, Beatriz Muhoro, Presidente da ONP/SNPM, na abertura do 3º Congresso daquele órgão sindical que decorreu até à madrugada de ontem, domingo, na capital provincial de Nampula.

De acordo com Muhoro, é do conhecimento do governo moçambicano que a existência das organizações de professores surge em cumprimento da Declaração da Organização da Internacional do Trabalho e da UNESCO, de 1966 que Moçambique também ratificou.

Beatriz Muhoro entende que a questão humana, como é o caso do professor, é a chave do sucesso de todo o processo educativo em Moçambique, numa altura em que o país se queixa da má qualidade de ensino e de aprendizagem.

Os professores querem ver ultrapassados ou minimizados os vários problemas relacionadas, sobretudo com as péssimas condições salariais, falta de bolsas de estudo, assistência médica e medicamentosa e a demora na progressão de carreira.

No lema e sub-lema deste congresso está expresso o nosso desejo e apelo para fazer da ONP um interlocutor cada vez mais válido na Educação e em condições para promover, desenvolver e manter a dignidade da profissão de docente em Moçambique, disse Muhoro.

Durante dois dias os participantes àquela magna reunião apreciaram positivamente o relatório de actividades do Conselho Nacional, para além de procederem à revisão dos estatutos daquele órgão sindical.

O evento, que juntou cerca de 300 delegados provenientes de todo país, decorreu sob o lema: “Por uma ONP/ SNPM Sindicalizada para Novos Desafios na Educação em Moçambique”, tendo como sub-lema “A Moralização dos Professores, Uma condição Indispensável para uma Educação de Qualidade” .

De sublinhar que o 3º Congresso da ONP/SNPM teve lugar poucos dias depois do 6º Congresso Mundial da Educação Internacional realizado na cidade do Cabo, República da África do Sul, sob o lema: “Construindo o futuro, através de uma Educação de Qualidade”.

Recorde-se que a Organização Nacional dos Professores, actualmente transformada em organização foi fundada a 12 de Outubro de 1981, portanto, com cerca de 30 anos de existência.

Comentários   

 
0 #1 Lucas Amadeu Impuana 28-03-2012 17:30
foi com imenso prazer que teve acesso essa informaçao, creio que maior pate dos funcionarios de educaçao andam fora desta. gostaria sugerir eu para se evidenciar esorçosde melhorar se na organizaçao metodologias de acesso a informaçao ate as escolas. haja intensificaçao no trabalho de visitas de trabalho nas provincias, distritos, ZIP e escola. sejam definidas actividades prioritarias partindo do secretariado nacional, com vista a determinar o padrao de acompanhamento na execusao das actividades a todos niveis. Ao terminar, meus agradecimentos vao para o dr. David Chinavane.

por uma ONP/SNPM sindicalizada para novos desafios na educaçao em moçambique

Quelimane, aos 28 de Março de 2012

o Secretario do DOCI
Lucas Amadeu Impuana
(820332140)
Citar
 

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 3
FracoBom 
 
Faixa publicitária