Faixa publicitária
60 segundos com A 'nossa' Miss University
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Vida e Lazer - Mulher
Escrito por Redação  em 17 Fevereiro 2011 (Actualizado em 18 Fevereiro 2011)
Share/Save/Bookmark

Aos 22 anos de idade, cinco dos quais dedicados à moda, a modelo moçambicana Ana Gisela vive um dos momentos mais altos da sua carreira: representar Moçambique na quarta edição da competição Miss University Africa. O país já se rendeu à sua beleza, segue-se o resto do continente.

Para quem está habituado a sentar-se na front row dos desfiles de Mozambique Fashion Week (MFW) já deve estar familiarizado com o seu rosto e a sua silhueta invejável. Mas, para grande parte dos moçambicanos, ainda é um mistério.

De seu nome completo Ana Gisela Marquez Chichongue, a modelo vai representar o país no Miss University Africa – uma competição de beleza em que não se fazem desfi les de biquíni e que tem como objectivo promover e celebrar a beleza de estudantes universitárias no continente africano e desencorajar vestes indecentes.

“Estou contente e nervosa, porque vou representar Moçambique e uma instituição de ensino (USTM). É, sem dúvidas, uma responsabilidade enorme”, diz a modelo que participa pela primeira vez num evento de moda fora do país.

Ana Gisela faz mudar a nossa percepção sobre as jovens manequins. Não pelo seu notável rosto, nem pelos poucos centímetros da sua cintura e tão-pouco pelas suas bem documentadas curvas. Mas pela forma como olha para o universo da moda. “Ser modelo é, precisamente, ter capacidade de trabalhar em equipa. É necessário ter-se disciplina e muita força de vontade para aprender”, explica.

Natural da cidade de Maputo, a moda desde sempre fez parte dos seus sonhos de menina. A modelo moçambicana despertou para o mundo das passerelles muito cedo. Paixão que se foi intensifi cando com o andar de tempo. Diga-se, Gisela aproveitou a sua participação no desfi le de uma marca moçambicana “Tsa tsu” e nunca mais parou. Venceu o concurso Miss Escola, mas a sua ascensão ganhou alento com a sua participação no MFW.

Embora tenha consciência do mundo da moda ser propenso aos famigerados “testes de sofá”, a manequim comenta que nunca recebeu propostas indecentes. “Muitas vezes, são as próprias modelos que se oferecem com o objectivo de chegar à fama facilmente. Em suma, depende muito da personalidade da pessoa”.

Nascida a 15 de Fevereiro de 1989, olha para a moda como “um refúgio pessoal” e encara a sua carreira com perspectiva de dar o seu contributo para o bem comum. Quando questionada sobre a causa que abraçará caso vença o concurso, a resposta surge numa vertente social: “Quero abraçar a causa das crianças por serem puras e frágeis e das mulheres, sobretudo as solteiras e viúvas”, revela.

Estudante de Gestão e Administração de Empresas, Ana Gisela diz ter escolhido o curso porque no país não existe um curso superior ligado à moda, o que torna “impossível levar a sério a carreira de modelo”. As suas referências são as supermodelos Naomi Campbell, Giselle Bundchen e Heidy Klom, e, a nível nacional, é a jovem manequim Assia.

De figura esguia, ela garante que come de tudo e nunca recebeu exigências por parte dos estilistas para perder peso, até porque, diz, sempre esteve dentro das medidas consideradas normais.

“Sempre fui magra e nunca deixei de comer, ou melhor, nunca tive de fazer dieta para emagrecer. Quando comecei a desfilar, a minha mãe ficou preocupada pois achava que eu deixaria de comer para me tornar mais magra do que já sou”, conta. A modelo não dispensa pizza e xima com cacana.

Quando não está na passerelle, Ana Gisela gosta de conversar com os amigos e ver televisão, mas o seu passatempo é escrever poemas que reflectem o seu estado de espírito e o seu livro preferido é “O Segredo” da autoria de Rhonda Byrne. Diz não ter um amuleto mas faz sempre um ritual - pensar em Deus - antes de subir à passerelle. Sai muito pouco para dançar e adora rock, mas mais urbano.

Apela às jovens que pretendem seguir o mesmo caminho a perseverar, acreditar nos sonhos e nunca passar por cima dos outros, além de agradecer a Deus, à família, à Top Produções e a todos os moçambicanos pelo sucesso na sua carreira profissional.

Refira-se que a quarta edição da competição Miss University Africa terá lugar entre os dias 19 de Fevereiro e 5 de Março de 2011, na Nigéria. Contará com concorrentes oriundas de 28 países de África e será a primeira vez que Moçambique participa.

Durante três semanas, as concorrentes vão participar em algumas actividades sociais. A vencedora do concurso terá direito a um prémio monetário de 10 mil dólares norteamericanos.

Comentários   

 
0 #1 Lily 21-02-2011 09:49
E d louvar tao jonvem e ja esperimentando o gosto da fama ... Que ela consiga elevar o nome d Moç ... Sucessos
Citar
 
 
0 #2 Thomaserymn 08-05-2018 14:34
Tune in for some of the best and most needed porn movs online by simply browsing javunsensored tube, the number one place where you can see any kind of porn star videos your mind desires in seconds. The awesome porn stars, the finest latins and many more, all available to rock your sexual ideas with mind blowing big ass porn videos. Only best adult content in HD image and with the best options you can get, all for free at javunsensored tube, the only place to satisfy your fantasies in proper modes.
Citar
 

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 1
FracoBom