Dezassete vítimas de carros foram a enterrar, há dias, no país
PDF
Versão para impressão
Enviar por E-mail
Vida e Lazer - Motores
Escrito por Redação  em 11 Maio 2018
Share/Save/Bookmark

Os acidentes de viação causaram pelo menos 17 óbitos e 31 feridos, dos quais 14 graves, na semana passada, segundo a Polícia da República de Moçambique (PRM), que avança ainda que a desgraça originou também avultados danos materiais nas viaturas envolvidas.

Dos 32 sinistros rodoviários, 14 foram do tipo atropelamento, oito choques entre carros, seis despistes e capotamento, três colisões entre viaturas e motorizadas e um embate contra obstáculo fixo.

Inácio Dina, porta-voz do Comando-Geral da PRM, apontou como principais causas o excesso de velocidade, a ultrapassagem irregular, a má travessia de peões e a condução em estado de embriaguez.

Na tentativa de inverter esta situação, a Polícia de Trânsito (PT) fiscalizou milhares de viaturas e deteve 136 automobilistas por condução ilegal, bem como 314 cartas porque os seus titulares infringiram as regras de condução.

Durante a mesma operação, nove indivíduos foram recolhidos às celas por alegada tentativa de suborno aos agentes da PT, com valores de variam de 20 a 500 meticais. Os casos ocorreram na capital do país e nas províncias de Manica e Gaza, disse Inácio Dina.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

 
Avaliação: / 1
FracoBom