Faixa publicitária
Sectores de alimentação e bebidas proporcionaram bom ambiente de negócio PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Destaques - Economia
Escrito por Redação   

KPMG, no seu último relatório de avaliação do desempenho da economia nacional, considera que os ramos de alimentação e bebidas como os sectores que mais contribuiram para o melhoramento do ambiente de negócios em Moçambique, pelo facto destes sectores terem registado um crescimento assinalável dos níveis de produção e consumo de produtos nacionais.

De acordo com a pesquisa da KPMG, o sector de alimentação registou um aumento dos níveis de produção dos lacticínios, para além do aumento de empresas produtoras de óleos refinados e a sua colocação do produto em todo o país. O documento refere ainda que os agentes económicos que participaram na pesquisa, têm uma percepção positiva sobre o ambiente de negócios a nível sectorial durante o período em análise, realçando que os maiores índices de negócios aconteceram nos sectores de alimentação e bebidas, industria, agricultura e pesca, com 116.68 por cento, 111.0 por cento e 106.86 por cento, respectivamente.

 Por outro lado, os sectores para os quais os actores económicos apresentaram uma percepção menos positiva, são os da banca, leasing e seguros, hotelaria e turismo com índices sectoriais de 100.04 por cento e 103.01 por cento, respectivamente. Estes dados foram recolhidos e tratados pela KPMG entre o último trimestre do ano passado e o primeiro deste ano, onde o maior enfoque foi a percepção dos diferentes actores económicos sobre o ambiente de negócios e as suas expectativas para o corrente ano. A referida pesquisa fez uma avaliação com base anual quanto as percepções do sector empresarial em relação a um conjunto de factores chave no desempenho dos seus negócios em Moçambique.

Segundo documento produzido pela KPMG, o sector da indústria o ambiente de negócios foi avaliado positivimente devido a algumas medidas tomadas pelo Governo moçambicano no concernente a sua expansão, onde se destaca a melhoria na implementação do diploma que estabelece o regime aduaneiro para indústria transformadora. Quanto ao sector da agricultura, refere-se que foram tomadas várias medidas pelo governo com vista a assegurar um maior nível de produção e produtividade agrária por forma a garantir o alcance da segurança alimentar. Dentre elas, destacam-se a criação de mecanismos para a implementação de programas específicos de intensificação e diversificação da produção agrícola, o fomento da tracção animal, disseminação de tecnologias de produção agrícola, distribuição de sementes melhoradas e outros insumos em áreas com alto potencial agroecológico.

Relativamente ao sector de pescas, destaca-se a introdução de acções orientadas para o desenvolvimento sustentável das actividades deste sector, com destaque para a melhoria das condições de vida das comunidades pesqueiras. Estas intervenções de acordo com o relatório da KPMG, incidem sobre a melhoria das condições técnicas de pesca e conservação do pescado, introdução de tecnologias de pesca melhoradas, construção de infra-estruturas sociais e comunitárias, como por exemplo, mercados para a venda de pescado, escolas, unidades sanitárias, fontes de água, manutenção das vias de acesso aos centros de pesca, acesso aos serviços financeiros, aprovisionamento em insumos de pesca, entre outros.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

Actualizado em Quinta, 23 Julho 2009 17:35
 
Avaliação: / 0
FracoBom